17:52 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Senador pelo PSDB, Aécio Neves

    Líder do Conselho de Ética diz que senadores estão 'revoltados' com afastamento de Aécio

    Geraldo Magela/ Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    23115
    Nos siga no

    O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), disse nesta sexta-feira que os senadores estão “revoltados” com o afastamento do colega Aécio Neves (PSDB-MG), implicado pelas delações da JBS na Operação Lava Jato.

    Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Souza deu a entender que não existem argumentos que apoiem o afastamento do tucano, determinado pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin.

    “O que eu sinto é que o Senado não concorda com o afastamento do senador. Isso eu tenho visto muito. Eles questionam por que afastar? Por qual argumento?”, afirmou o peemedebista, eleito para presidir o conselho pela sexta vez em sua trajetória no Senado.

    O senador ainda evocou o que chamou de “ausência de tradição” do Senado em cassar senadores no país, relembrando até mesmo o caso envolvendo o pai do ex-presidente da República e hoje senador Fernando Collor (PTC-AL), que nos anos 1960 matou outro parlamentar em pleno plenário do Senado e não foi cassado.

    “Então, o cuidado que nós temos é que vem muita coisa para o conselho baseada em recorte de jornal. Eu quero ver o que tem de verdade”, avaliou Souza. “Pelo que tenho lido, tenho uma grande dúvida. O tribunal decidiu o afastar. Mas e se amanhã o tribunal disser: ‘Não há nada contra o Aécio?’ E estando perto aqui de uma cassação. Baseado em quê? É preciso ter cuidado. Não podemos ser açodados”.

    O presidente do Conselho de Ética disse que ainda irá analisar o pedido de cassação que paira sobre Aécio e evitou adiantar qual poderia ser o destino do mandato do senador mineiro, que em grampos autorizados pela Justiça foi flagrado em conversar com o empresário Joesley Batista, dono da JBS, pedindo por recursos em troca de apoio no Congresso.

    “O que eu sinto é que o Senado não concorda com o afastamento do senador. Eles questionam: Por que afastar? Por qual argumento? Tenho a impressão de que, se não tivesse isso, talvez os senadores pressionassem para que o conselho avançasse. Como é que se afasta um senador?”, disse.

    De acordo com levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo no último dia 3, nove dos 15 integrantes do Conselho de Ética do Senado são contrários à cassação de Aécio, pedida por senadores da Rede e do PSOL.

    Mais:

    Prédio citado em delação da JBS sobre Aécio é ocupado por jornalistas em Minas Gerais
    'Só trafico drogas', diz senador Zezé Perrella em conversa com Aécio Neves
    Defesa de Aécio diz que STF romperá com princípios constitucionais se prender o senador
    Tags:
    quebra de decoro parlamentar, cassação, Operação Lava Jato, corrupção, política, PSDB, Senado, Conselho de Ética, STF, Fernando Collor, João Alberto Souza, Luiz Edson Fachin, Joesley Batista, Aécio Neves, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar