12:38 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    José Sarney (PMDB)

    Lula, FHC e Sarney articulam futuro do Brasil após Temer

    Brasil
    URL curta
    Michel Temer e o silêncio de Eduardo Cunha (69)
    30512

    Se o presidente Michel Temer (PMDB) não resistir às pressões pela sua renúncia ou cair perante o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia 6 de junho, a saída para definir o seu substituto pode passar pelas mãos de três ex-presidentes do país, diz o jornal Folha de S. Paulo.

    Reportagem publicada nesta quarta-feira aponta que Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e José Sarney (PMDB) vêm mantendo conversações a respeito de uma eventual saída para o Brasil, que sem Temer teria de definir por via indireta o novo mandatário.

    Reservadamente, parlamentares de cada um dos três partidos vêm servindo como fios condutores das ideias e pensamentos de cada um dos ex-presidentes a respeito da crise, deflagrada há uma semana pelo áudio da conversa entre Temer e o dono da JBS, o empresário Joesley Batista.

    Segundo a Folha, a articulação pode enfatizar o que cada um dos partidos possue de melhor, permitindo assim uma transição para um governo tampão, que conduziria o país até as eleições presidenciais, marcadas para outubro de 2018.

    Oficialmente, nenhum dos três partidos aborda tal articulação. O PMDB prega a manutenção de Temer, mesma posição dos tucanos. Já o PT vem advogando nas últimas semanas pela via das eleições diretas, porém tal iniciativa tem poucas chances de sair do papel a tempo.

    Tema:
    Michel Temer e o silêncio de Eduardo Cunha (69)

    Mais:

    Especialista traça quatro cenários para saída de Temer
    Temer revoga decreto que colocou Exército nas ruas
    Perito da Lava Jato: Laudo da defesa de Temer é 'precipitado'
    Tags:
    cassação, impeachment, política, PMDB, PSDB, TSE, PT, Michel Temer, Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney, Fernando Henrique Cardoso, Lula, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar