10:02 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Silvio Santos

    Brincadeira ou não? Silvio Santos 'anuncia' candidatura à Presidência (VÍDEOS)

    © AFP 2017/ Maurício Lima
    Brasil
    URL curta
    172723125

    Favorito às vésperas das eleições presidenciais do Brasil em 1989, o apresentador Sílvio Santos levantou neste domingo a possibilidade de concorrer mais uma vez à Presidência da República. O tom do “anúncio”, porém, flertou com uma brincadeira em seu programa no SBT, canal do qual é dono.

    “Estou convencido que o governo na minha mão seria um governo de total felicidade para as pessoas menos favorecidas”, afirmou o apresentador durante o quadro ‘Jogo das Três Pistas’, ao lado da humorista Mila Ribeiro, que imitou a ex-presidente Dilma Rousseff.

    Em tom jocoso, Silvio Santos mencionou como “incentivo” à sua candidatura presidencial a possibilidade de outro apresentador – Luciano Huck, da TV Globo – sair candidato ao Palácio do Planalto em 2018 (a especulação foi desmentida por Huck, em texto publicado recentemente pelo jornal Folha de S. Paulo).

    “Eu estou pensando seriamente, pois o Luciano Huck está fazendo cócegas na minha consciência. Se o povo poderá votar em Luciano, poderá votar em mim porque eu sou aquele presidente que dirá que os ricos sejam menos ricos e os pobres”, afirmou, arrancando aplausos do público.

    No mesmo quandro, Silvio Santos ironizou outro ex-presidente, o petista Luiz Inácio Lula da Silva (“Se ele não ver o sol quadrado, ele pode se candidatar também”) e perguntou à humorista que imitava Dilma se ela teria “tido um caso com Lula” – o humorista Ênio Vivona fazia o papel do ex-presidente no palco também.

    Tirado por Eduardo Cunha

    Em meio à fragmentação partidária em 1989, o nome de Silvio Santos apareceu com força para as primeiras eleições diretas desde o fim da ditadura militar (1964-1985). O dono do SBT planejava sair candidato pelo PMB (Partido Municipalista Brasileiro) e apareceu na liderança das pesquisas à época, quando rivalizava com Fernando Collor (PRN) e Lula (PT).

    Entretanto, uma ação sugerida pelo PRN de Collor junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encontrou irregularidades na candidatura de Silvio Santos, que naufragou semanas antes do pleito presidencial. À revista Veja, o presidente do PRN na ocasião, Daniel Tourinho, afirmou que o responsável por localizar a falha na candidatura foi Eduardo Cunha, então colaborador de Collor e que viria, anos depois, a ser presidente da Câmara dos Deputados.

    Recentemente, Silvio Santos voltou ao noticiário político por ter se reunido com o atual presidente da República, Michel Temer. O peemedebista pediu apoio às reformas e, na sequência, o SBT vinculou várias chamadas defendendo as medidas do governo.

    No ano passado, o apresentador do SBT foi questionado se poderia ser candidato à Presidência da República. Contudo, na oportunidade ele descartou qualquer intenção neste sentido. “Isso não tem mais importância para mim. Essa época de política e de vaidade já passou”, disse Silvio Santos ao programa ‘TV Fama’, da RedeTV!.

    Mais:

    Temer: Defesa vê '70 pontos obscuros' em áudio e dispensa suspensão de inquérito no STF
    Day after de Curitiba: Lula deve poder se candidatar em 2018
    Rejeitado por 64%, Temer descarta candidatura à reeleição em 2018 (VÍDEO)
    Eleições 2018: Bolsonaro pode disputar Presidência por partido de condenado no mensalão
    Tags:
    candidatos 2018, política, eleições 2018, Fernando Collor, Daniel Tourinho, Luciano Huck, Luiz Inácio Lula da Silva, Lula, Dilma Rousseff, Eduardo Cunha, Silvio Santos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik