22:21 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Michel Temer e o silêncio de Eduardo Cunha (69)
    1141
    Nos siga no

    Foi imediata a repercussão nas redes sociais da possibilidade de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB), logo após a divulgação de que uma gravação de um delator da Operação Lava Jato poderia comprometer o peemedebista por ter concordado com uma mesada em troca do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

    A maioria das postagens, tanto no Twitter quanto no Facebook, foi recheada de ironia e sarcasmo. Muito sarcasmo.

    Sobrou também para os senadores Aécio Neves e Zezé Perrella, ambos do PSDB de Minas Gerais, outros a serem citados como beneficiários dos recursos pagos pelos donos da JBS.

    Até mesmo o perfil oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou a situação de Temer para alfinetar o seu 'desafeto' na Operação Lava Jato, o juiz federal Sérgio Moro.

    Com estreia prevista para o próximo dia 30, o seriado da Netflix 'House of Cards' também resolveu participar das brincadeiras com um tweet em português.

     

    Tema:
    Michel Temer e o silêncio de Eduardo Cunha (69)

    Mais:

    Delatores afirmam ter gravado Temer comprando silêncio de Eduardo Cunha
    Temer usa resultado do Brasil nas Olimpíadas em vídeo comemorativo de um ano de mandato
    Rejeitado por 64%, Temer descarta candidatura à reeleição em 2018
    Tags:
    Brasil, Michel Temer, Aécio Neves, Zezé Perrella, Joesley Batista, JBS, impeachment, cassação, política
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar