08:03 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Escultura de areia na praia de Copacabana em homenagem aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro

    Brasileiros ligados ao Daesh são condenados por planejar ato terrorista durante Olimpíada

    © Sputnik/ Alexander Vilf
    Brasil
    URL curta
    950053

    Foram condenados hoje oito brasileiros acusados de ligação com o grupo terrorista Daesh, detidos em meados do ano passado na operação Hashtag da Polícia Federal, por suspeitas de planejar um ataque no Brasil durante os Jogos Olímpicos.

    As sentenças foram proferidas na tarde desta quarta-feira pelo juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal em Curitiba. A maior pena foi aplicada a Leonid El Kadre de Melo, considerado o líder do grupo. Ele ficará preso por 15 anos e dez meses, sendo 13 anos em regime inicial fechado. Os demais condenados são Alisson Luan De Oliveira, Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo, Levi Ribeiro Fernandes De Jesus, Israel Pedra Mesquita, Hortencio Yoshitake, Luis Gustavo de Oliveira e Fernando Pinheiro Cabral, com penas variando entre cinco anos e meio e seis anos e 11 meses. 

    Segundo o juiz do caso, o grupo promovia a organização internacional terrorista conhecida como Estado Islâmico através das redes sociais, e, em conversas privadas, discutia possíveis alvos a serem atacados no país, inclusive durante a Rio 2016. A sentença é a primeira com base na lei antiterrorismo (13.260/2016), sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em março do ano passado. Ainda cabe recurso.

    Mais:

    Operação Hashtag: Adolescente que traduzia textos do Daesh é detido em Morrinhos, Goiás
    PF prende dois suspeitos de terrorismo na Operação Hashtag
    Tags:
    terroristas, terrorismo, Rio 2016, Olimpíadas, Jogos Olímpicos, Daesh, Marcos Josegrei da Silva, Leonid El Kadre de Melo, Dilma Rousseff, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik