17:41 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Comércio da 25 de Março é um dos mais tradicionais da capital paulista

    Federação de Comércio de São Paulo prevê perdas de mais de R$ 5 bi no país

    Rovena Rosa/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    4165 0 0

    A Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e seus sindicatos filiados não reconhecem a paralisação das atividades prevista para a próxima sexta-feira, dia 28 de abril. Para a entidade e seus filiados, trata-se de um dia útil de trabalho.

    Em nota enviada à Sputnik Brasil, a Federação chama atenção para o momento econômico difícil que o país atravessa, após três anos de recessão, resultando em mais de 13 milhões de desempregados, não sendo mais admissíveis paralisações que tragam custos às empresas ou dificuldades de deslocamento de trabalhadores.

    No caso específico do setor do comércio, o faturamento diário na capital paulista é de cerca de R$ 500 milhões; no Estado é de R$ 1,6 bilhão; e no país de mais de R$ 5 bilhões. Esse é o tamanho da movimentação econômica (apenas no comércio) comprometida pelos impactos negativos causados por esse tipo de manifestação, gerando ainda mais preocupação e insegurança com relação à geração de renda e empregos, por meio do desenvolvimento econômico.

    Mais:

    2016: um ano que o comércio varejista quer esquecer
    Comércio varejista apresenta pedidos ao Vice-Presidente Michel Temer
    Tags:
    greve geral, custos, perdas, desemprego, comércio, FecomércioSP, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik