16:29 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1210
    Nos siga no

    Semana importante para o governo Temer quanto a reforma da Previdência. Está marcada para esta terça-feira (18) a leitura do parecer sobre a reforma pelo relator, o deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). A reunião da comissão especial para discutir o parecer do relator está prevista para às 11 horas, no plenário 2, da Câmara dos Deputados.

    Na semana passada, uma preliminar do texto foi apresentada aos líderes dos partidos da base aliada do governo, e segundo Arthur Maia as alterações feitas foram aprovadas.

    Arthur Maia participou no domingo (16) da reunião do presidente Michel Temer, com lideranças dos partidos aliados e após o encontro, o relator incluiu mudanças na redação de seu texto final, além dos cinco pontos que já tiham sido apresentados, que são as regras para trabalhadores rurais; benefícios de prestação continuada; aposentadoria de professores e policiais; pensões e regras de transição.

    Ao participar nesta segunda-feira (17) de um seminário em Brasília sobre "Os caminhos para a reforma da Previdência", o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles falou da importância do Congresso Nacional apressar as votações da reforma da Previdência, pois é fundamental para retomada da economia brasileira.

    "Uma série de coisas que está fazendo com que o país comece a voltar a crescer, a economia dar sinais já fortes que está em trajetória de recuperação. A inflação caindo muito forte, os juros caindo. Tudo isso é resultado do Teto dos Gastos já ter sido aprovado e incorporado à Constituição e agora a reforma da Previdência está caminhando de uma forma vigorosa no Congresso Nacional e sendo amplamente discutida. Em resumo, o Brasil está discutindo esse assunto na hora certa."

    Segundo Meirelles, o país não pode perder o momento de fazer as mudanças, sem enfrentar grandes dramas como no caso da Grécia, mas se as reformas não forem feias, alerta que não haverá recursos suficientes para investimentos e o desemprego vai aumentar. "A questão não é discutir eu sou a favor ou contra. Todos gostaríamos que todos tivessem o maior número possível de benefícios. O problema é que é necessário que as contas sejam sustentáveis."

    Antes de fazer a leitura do relatório, o deputado Arthur Maia vai apresentar seu parecer em um café da manhã no Palácio da Alvorada para o presidente Michel Temer e deputados da base aliada do governo. 

    Depois Maia vai protocolar o parecer na comissão especial e, mais tarde, fará a leitura do relatório da reforma da Previdência para os membros do colegiado.  Após ser apresentado, o relatório será discutido e votado na comissão especial. Os deputados podem, no entanto, pedir para votar em separado algumas das 130 emendas apresentadas e que não tenham sido acolhidas pelo relator. Com isso, o relatório só deve ser votado pela comissão na próxima semana. O governo espera que a flexibilização da proposta facilite a aprovação da matéria pelos parlamentares. 

     

    Tags:
    Brasil, Michel Temer, Arthur Maia, Henrique Meirelles, Congresso Nacional, Câmara dos Deputados, leitura, comissão especial, parecer, reforma da previdência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar