12:12 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Brasil, Michel Temer, e o ministro da Defesa, Raul Jungmann, na LAAD, maior feira de armamentos da América Latina, no Rio de Janeiro

    Temer defende terceirização e outros projetos do seu governo em feira de armas

    © Sputnik / Sergei Monin
    Brasil
    URL curta
    LAAD DEFESA & SEGURANÇA 2017 (13)
    35724

    O presidente Michel Temer disse nesta terça-feira, 4, que a terceirização e os outros projetos polêmicos de reformas propostos pelo seu governo são "essenciais" para o Estado brasileiro, que precisa se modernizar.

    "Eu até sugeriria que vocês dessem uma lidinha no projeto da terceirização. Quando me falaram da terceirização, eu achava que era uma coisa complicadíssima. É de uma leveza, de uma simplicidade extraordinária. Aliás, não trata exatamente da terceirização. Lendo o projeto, ele trata primeiro do trabalho temporário. Só lá no finzinho que vai tratar da terceirização", disse Temer, acrescentando que fará o que for preciso para não prejudicar os trabalhadores. "Eu sugiro a leitura do artigo 7º da Constituição Federal, que traz todos os direitos dos trabalhadores, não prejudica minimamente".

    Segundo o presidente, as reformas que ele propôs são fundamentais para o país, principalmente no que diz respeito à responsabilidade fiscal. 

    "Você veja o teto dos gastos, veja até a reforma do Ensino Médio, né? Você veja agora a modernização trabalhista, você veja mais adiante a reforma previdenciária. Sobre ela eu quero dizer que nós vamos fazer adequações compatíveis com aquilo que o Congresso está pensando", afirmou, garantindo que entregará um país "modernizado" em 2018. 

    Nesta tarde, o chefe de Estado do Brasil fez uma visita à feira de armamentos LAAD, no Rio de Janeiro, para conferir de perto os últimos lançamentos e conversar com representantes do setor. Destacando a alta tecnologia dos produtos apresentados no evento, Temer, questionado pela imprensa, disse que o setor da Defesa pode ajudar na recuperação da indústria, que caiu 4,8% nos últimos 12 meses.
    Tema:
    LAAD DEFESA & SEGURANÇA 2017 (13)

    Mais:

    Impopularidade, cassação e ataques de aliados aumentam o cerco sobre o governo Temer
    Temer sanciona lei da terceirização sem garantias para trabalhadores
    Tags:
    terceirização, defesa, LAAD 2017, Michel Temer, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar