15:40 21 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Procuradores da força-tarefa da Lava Jato falam em Curitiba sobre a ação de improbidade contra PP

    MPF entra com ação contra PP por desvios na Petrobras e pede ressarcimento de R$ 2,3 bi

    Reprodução/Internet
    Brasil
    URL curta
    619731

    O Ministério Público Federal ajuizou uma ação civil pública contra o Partido Progressista (PP) por improbidade administrativa por desvios ocorridos na Petrobras. Esta é a primeira ação da Força-tarefa da Lava Jato contra um partido político.

    Além do PP, também são alvos da ação civil seis deputados federais do partido, além de quatro ex-deputados e o ex-assessor parlamentar do falecido deputado federal José Janene, João Claudio Genu.

    De acordo com o Ministério Público Federal, todos os políticos ganhavam mesadas de até R$ 300 mil.

    Na ação, os procuradores pedem a devolução de R$ 2.303.182.588,00. Deste total, R$ 460.636.517,60 foram pagos de propina para o Partido Progressista. A ação pede ainda o ressarcimento  de 1.381.909.552,80 de multa e R$ 460.636.517,60 por danos morais coletivos, além da perda dos cargos, suspensão de direitos políticos e perda dos direitos de contagem e usufruto da aposentadoria pelo Regime Especial. 

    No documento, a Força-tarefa da Lava Jato cita dois esquemas de corrupção que aconteciam na Petrobras. Um estava relacionado com a Diretoria de Abastecimento e o outro em relação aos benefícios desse setor prestados para a empresa Braskem, que pertence ao Grupo Odebrecht. Entre os casos citados está a comercialização de nafta entre a Petrobras e a Braskem. Segundo o MPF, no esquema seriam pagos por ano US$ 5 milhões de propina se a empresa fosse beneficiada pela Diretoria de Abastecimento da estatal.

    "As licitações eram ganhas como em jogos de cartas marcadas. O grupo escolhia a empresa e decidia quem iria ganhar’, explicou o procurador da República, Deltan Dallagnol."

    De acordo com as investigações da Lava Jato, entre 2006 e 2012 os prejuízos gerados pelo esquema para a Petrobras são de US$ 35 milhões.


    Tags:
    benefícios, propina, ressarcimento, ação civil, Operação Lava Jato, Petrobras, Braskem, Odebrecht, Partido Progressista (PP), MPF, Deltan Dallagnol, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik