09:18 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    142
    Nos siga no

    A Câmara dos Deputados lançou a Frente Parlamentar Brasil-China com a proposta de estreitar mais os laços entre os dois países. A Frente Parlamentar recebeu a adesão de 208 deputados e seis senadores.

    Durante o lançamento, o presidente da Frente, deputado Fausto Pinato (PP-SP) aproveitou para agradecer ao embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang por ajudar a esclarecer as informações que colocam em dúvida a qualidade da carne produzida no Brasil, após a Operação Carne Fraca da Polícia Federal e assim acabar com as restrições da China na importação dos produtos brasileiros.  

    "A China mostrou maturidade, confiança e parceria ao ser o primeiro país a anunciar o fim da restrição à carne brasileira, excluindo os frigoríficos envolvidos no escândalo. Proibiu também a entrada de carne adulterada somente por sete fiscais que estão sob investigação, ou seja, foi cirúrgica ao cortar o mal pela raiz". 

    Em discurso, Pinato lembrou  que a China é hoje a segunda maior economia do mundo e o principal parceiro comercial do Brasil. O presidente da Frente Parlamentar ressaltou ainda que o Brasil deveria seguir os mesmos passos da China quanto ao salto em desenvolvimento registrado nos últimos 50 anos.

    O presidente do Grupo Brasil China na Câmara, deputado Herculano Passos (PSD-SP) destacou que ao participar da missão à China em janeiro deste ano ao lado de outros parlamentares, fico impressionado com a infraestrutura e tecnologia das instalações chinesas, especialmente nas áreas de ferrovia e portos. Passos falou sobre a possibilidade de futuras parcerias do chineses no setor de ferrovias no Brasil, para permitir a exportação mais rápida e eficiente de produtos, como o minério de ferro e soja.  

    "Em Pequim, nós fomos ver toda a estrutura ferroviária e são 140 mil quilômetros de ferrovias na China, sendo 22 mil quilômetros de trens rápidos e há um interesse muito grande dos chineses em investir nas ferrovias até para escoar a mercadoria daqui para lá, um fretes mais barato, como o minério de ferro, a soja e tantos outros produtos que poderão ser escoados de uma forma mais inteligente, com uma estrutura melhor e uma economia para os dois países.

    O embaixador da República Popular da China no Brasil, Li Jinzhang destacou que a grande adesão de parlamentares à Frente Popular demonstra a forte relação entre Brasil e China. Laços que segundo ele, ganharam força a partir de 2015 através da assinatura de diversos acordos de cooperação em áreas como tecnologia, infraestrutura, transporte, agricultura e mineração.

    Em 2016, o embaixador lembrou que Brasil e China totalizaram US$ 67 bilhões em negócios, colocando a China como o principal parceiro comercial do Brasil e o Brasil como o principal parceiro chinês na América Latina.  

    Tags:
    economia, portos, ferrovias, acordos, relações bilaterais, investimentos, desenvolver, laços comerciais, Câmara dos Deputados, Frente Parlamentar Brasil-China, Herculano Passos, Fausto Pinato, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar