07:11 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Brasil aparece estagnado, segundo a ONU, na 79ª posição do IDH mundial

    ONU registra que Brasil está estagnado no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano

    EBC
    Brasil
    URL curta
    701

    A Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou nesta terça-feira (21) o Relatório do Desenvolvimento Humano Mundial (RDH) e o Brasil aparece novamente na 79ª posição no ranking anual do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

    Crianças participam de um evento esportivo em Brasília.
    Fotos Públicas / Agência Brasília / André Borges
    Ao todo 188 países foram avaliados e na analise da ONU, o Brasil pela primeira vez desde 2010 está estagnado, parado na mesma posição registrada na pesquisa anterior, atrás de países vizinhos como a Argentina, Chile, Uruguai e Venezuela. Uma das explicações é a queda na renda do brasileiro. 

    O relatório mostra que assim como o Brasil, outras 15 nações também permanecem estagnadas, ou seja, nem pioraram e nem melhoraram o IDH. Já entre os países com o maior IDH, a Noruega ficou na primeira posição.

    O levantamento revela ainda que a situação de desigualdade social do Brasil também piorou em comparação a 143 países avaliados, registrando a 10ª posição entre os países mais desiguais do mundo. A ONU revelou que o Brasil é mais desigual nos quesitos de renda, educação e na expectativa de vida.

    Dentro da América Latina e no Caribe, em desigualdade de renda, o Brasil está atrás do Haiti, Colômbia e Paraguai. O país caiu ainda 19 posições, quando se trata de analisar a desigualdade de forma isolada, registrando a terceira posição entre os países que mais caíram no ranking. Na mesma colocação está a Coréia do Sul e o Panamá e atrás do Brasil estão o Irã e Botsuana (África).

    O estudo foi realizado em 2016, mas teve como base os dados de 2015. Para calcular o Índice de Desenvolvimento Humano, a ONU leva em consideração  os índices de qualidade de vida, escolaridade e renda da população.

    Sobre o resultado do IDH, o Palácio do Planalto informou que como o Relatório da ONU teve como base dados de 2015, uma época de crise, o governo afirma que a situação tende a melhorar nas próximas análises com a recuperação econômica do país.

     

     

     

     

     

    Tags:
    renda, desigualdade, crise, economia, queda, IDH, ranking, PNUD, ONU, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik