19:28 07 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    370
    Nos siga no

    Procuradores e membros do Ministério Público envolvidos na Operação Lava Jato pediram hoje que o juiz curitibano Sérgio Moro condene Cunha a pagar US$77,5 mi à Petrobras como parte da condenação por lavagem de dinheiro, evasão e divisas e corrupção na estatal.

    Inicialmente, o MPF pedia que um pagamento de pouco mais de R$10 mi, mas os procuradores descobriram um campo de petróleo no Benin, na África, comprado pela Petrobras e usado como mecanismo para recebimento de propinas pelo PMDBista.

    O ex-deputado federal, Eduardo Cunha, é preso e transferido de Brasília para a sede da Polícia Federal em Curitiba
    Wilson Dias/Agência Brasil
    A aquisição causou prejuízo igual ao agora pedido pela Lava Jato ao ex-deputado.

    Segundo a denúncia, o ex-presidente da Câmara recebeu propina de 1,3 milhão de francos suíços entre 2010 e 2011. A quantia foi paga pelo operador do PMDB João Augusto Henriques por meio de uma off-shore. Os valores foram provenientes da venda pela Petrobras de 50% dos direitos de exploração de um campo de petróleo em Benin no valor de US$ 34,5 milhões.

    A defesa de Cunha respondeu à acusação dizendo que vai se manifestar por meio dos autos até o prazo estipulado pela Justiça (27/03). Eduardo Cunha segue preso.

    Mais:

    Após prisão, Justiça Federal bloqueia mais de R$ 220 milhões de Eduardo Cunha
    Wadih Damous: 'O Brasil espera que Eduardo Cunha tenha o seu mandato cassado'
    Carlos Marun: 'Eduardo Cunha merece pena mais branda do que a cassação'
    Tags:
    Operação Lava Jato, Câmara dos Deputados, PMDB, Ministério Público Federal, João Augusto Henriques, Sérgio Moro, Eduardo Cunha, Benin, Brasília, África
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar