10:12 18 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Um retrato do hipotético colapso entre um asteroide e a Terra

    Brasileiros entram na zoeira com o fim do mundo anunciado por 'cientista russo'

    © flickr.com/ Ruuttu
    Brasil
    URL curta
    1111445186

    Não, o mundo não acaba hoje - mas a zoeira da internet também não.

    No início do ano, a internet começou a ventilar a história de que um suposto astrônomo russo chamado Dyomin Damir Zakharovich teria descoberto um objeto — um asteróide ou um cometa — que "saiu do sistema de Nibiru em outubro" e que se chocaria com a Terra nesta quinta-feira, 16 de fevereiro, acabando com a raça humana de uma vez por todas.

    ​Segundo o suposto cientista, a NASA saberia tudo a respeito da catástrofe iminente, mas teria decidido manter sigilo para evitar o pânico entre a população mundial.

    ​Para a surpresa de poucos, porém, parece que o grande evento teve que ser cancelado mais uma vez.

    Até agora, não há nem sinal do tal objeto — identificado como WF9. 

    ​A Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) esclareceu em nota oficial que não há fundamento científico para o alarde.

    "O asteroide, ou talvez um cometa escuro e sem cauda, que foi descoberto em 27 de novembro de 2016, com diâmetro estimado entre 0,5 e 1,0 km, completa uma volta em torno do Sol a cada 1.480 dias ou 4,8 anos", afirmou a SAB.

    ​Ainda de acordo com a nota, o WF9 "passará em seu ponto mais próximo à Terra no dia 25 de fevereiro, a cerca de 51 milhões de km, o que equivale a um terço da distância entre a Terra e o Sol".

    ​Apesar de muita gente ter ficado decepcionada com a sobrevivência da humanidade, a hastag #fimdomundo entrou nos tópicos mais comentados do Twitter no Brasil, com uma enxurrada de memes e piadinhas sobre o apocalipse que não veio.

    Quem sabe no ano que vem?

     

    Mais:

    Conheça as 3 ameaças que podem provocar o fim do mundo, segundo os cientistas
    Previsão de catástrofe global: por que o fim do mundo está previsto para 2017?
    Como civilização maia conseguiu sobreviver 2 vezes ao fim do mundo?
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik