10:23 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Polícia Federal desarticula grupo que traficava pessoas para exploração sexual na Itália e Eslovênia

    PF desarticula quadrilha que fazia tráfico internacional de pessoas

    Divulgação/PF
    Brasil
    URL curta
    0 11

    A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (15) a Operação Marguerita, desarticulando um grupo criminoso internacional especializado em tráfico de pessoas para exploração sexual. De acordo com as investigações, as vítimas eram levadas de Fortaleza, no Ceará, no Brasil para a Itália e a Eslovênia.

    A ação contra com a participação de 92 policiais federal, que cumprem 13 mandados de busca e apreensão, 13 mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 18 mandados de condução coercitiva, expedidos pela 32ª Vara da Justiça Federal n Ceará. Os mandados estão sendo cumpridos nos estados do Ceará, Bahia, Minas Gerais e São Paulo, de onde as vítimas eram levadas após sair do Ceará. A operação conta, ainda, com a participação de autoridades policiais da Itália e Eslovênia.

    De acordo com a Polícia Federal, a rede criminosa é integrada por aliciadores, responsáveis pelo recrutamento, transporte, viagens para o exterior, acolhimento, alojamento e exploração sexual de mulheres nos países destino.

    A Polícia Federal destaca que o crime de tráfico internacional de pessoas para exploração sexual trata é uma grave violação de direitos humanos, devido a situação de vulnerabilidade das vítimas, que muitas vezes, iludidas pelos aliciadores, mediante fraude, são levadas a países da Europa e submetidas à condição degradante.

    Os presos vão responder por crime de tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Se condenados, podem pegar até 25 anos de reclusão.

    Segundo a Polícia Federal, a operação foi batizada de "Marguerita" em alusão ao nome da principal boate (Margerita) na Eslovênia, onde se exploravam sexualmente as vítimas.

     

     

    Tags:
    prisão, tráfico de pessoas, quadrilha, Polícia Federal - PF, Eslovênia, Itália, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar