03:55 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1543
    Nos siga no

    Segundo o Estadão, a PriceWaterhouseCoopers (PwC) mostra hoje um relatório em que projeta crescimento de a economia brasileira para cerca de 1,5% ao ano até 2020 e entre 2,5% e 3% de 2030 a 2050, bem distante dos 7,5% registrados no auge do crescimento em 2010.

    Ainda de acordo com o jornal, a consultoria mostra que, até lá, o Brasil será superado apenas pela China, Índia, Estados Unidos e Indonésia. A expansão do nosso PIB, porém, será mais modesta se comparada com outros emergentes: cresceremos de US$ 3,1 trilhões para US$ 7,5 trilhões até o ano projetado.

    O México, hoje a 11ª economia do mundo, pode chegar ao Top 10 ainda em 2030, enquanto a Colômbia triplicará o PIB no período. Mesmo assim, o país de Juan Manuel Santos terá sua posição prejudicada no ranking por conta do ritmo mais avançado de crescimento previsto para os emergentes: vai cair da atual 31ª posição para a 34ª.

    Estados Unidos, Japão, Reino Unido e França perderão posições no ranking, esta última deixando o Top 10 e passando para a 12ª colocação até 2050. O levantamento leva em conta o PIB pelo método de paridade do poder de compra.

    Mais:

    Moody's: Economia brasileira permanecerá fraca até 2017
    Itália demonstra confiança na economia brasileira
    Tags:
    PIB, PwC, PricewaterhouseCoopers, Juan Manuel Santos, Estados Unidos, Colômbia, México, Reino Unido, Índia, China, França, Japão, Indonésia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar