17:26 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    291
    Nos siga no

    O convite para posar como modelo surgiu inesperadamente. Gabrielly de Oliveira aceitou o desafio e fez as fotos. Então, as imagens de sua linda figura de cabeça toda raspada conquistaram as redes sociais.

    A estudante de Psicologia Gabrielly de Oliveira, de 25 anos, que está em tratamento de câncer de mama, conheceu a confecção Clichê Urban Wear em Brasília e, conversando com a dona da empresa, Clarissa Santiago, contou-lhe seus problemas.

    Imediatamente, Clarissa convidou Gabrielly para estrelar um editorial de moda de sua confecção, o que a jovem aceitou. Apenas três dias depois, a modelo, vestida por Clarissa Santiago e maquiada por Bianca Silvino, estava posando para as lentes do fotógrafo Hugo Barreto na Flona (Floresta Nacional), uma reserva natural de Brasília. Detalhe: chovia muito no dia em que as fotos foram realizadas, mas nem assim Gabrielly se intimidou. Cumpriu o roteiro das fotos até o fim.

    Gabrielly de Oliveira posando na Floresta Nacional em Brasília
    Hugo Barreto / Divulgação
    Gabrielly de Oliveira posando na Floresta Nacional em Brasília

    Em conversa com a Sputnik Brasil, a estudante de Psicologia (ela está no décimo semestre da sucursal da Unip – Universidade Paulista no Distrito Federal) enfatiza que é amadora:

    "Não sou modelo profissional. Foi apenas um convite da Clarissa [Santiago] para [posar com] sua nova coleção, e eu achei interessante essa questão que ela quer mostrar da beleza da mulher [doente] que teve toda essa repercussão para a campanha em si. E me deu uma vontadezinha de fazer outras fotografias."

    Gabrielly conta que tudo está acontecendo muito rapidamente em sua vida: em setembro de 2016, fez o autoexame enquanto tomava banho e descobriu o nódulo no seio. O médico lhe recomendou iniciar prontamente o tratamento quimioterápico, e com isso Gabrielly perdeu os cabelos. E foi exatamente assim, inteiramente careca, que ela posou para o editorial de moda da Clichê Urban Wear.

    Sua luta agora é por concluir os estudos (a doença fez com que ela perdesse quase todo um período letivo), e em princípio ela deverá se formar em Psicologia em meados deste ano ou, no mais tardar, no final de 2017. Em meio a tudo isso, ela ainda terá de passar por cirurgia.

    Mas nem assim Gabrielly se entrega, pois ela também está considerando a possibilidade de, concluído o curso de Psicologia, tentar a Faculdade de Moda:

    "É uma vontade que eu tenho também. Sempre gostei muito desse público e desse trabalho que a Clarissa Santiago faz. É bem legal e eu também estou fazendo um trabalho com que me familiarizo um pouco. Tenho família que também mexe com comércio de roupa, e é algo que eu tenho vontade de fazer, um curso de Moda."

    Gabrielly de Oliveira em seu primeiro ensaio como modelo
    Hugo Barreto / Divulgação
    Gabrielly de Oliveira em seu primeiro ensaio como modelo

    Por sua vez, Clarissa Santiago, dona da confecção Clichê Urban Wear, revela que se comoveu com o drama vivido por Gabrielly de Oliveira e isso a inspirou a convidá-la para posar como modelo:

    "A Gabrielly não é modelo, mas durante a conversa no atendimento da loja, ela me contou sobre o que estava passando com a doença, de ter que parar de trabalhar, de ver o cabelo caindo, da autoestima da mulher que é muito abalada, de ela ser muito jovem e estar lidando com o câncer de mama", diz Clarissa Santiago à Sputnik Brasil. "Ela me contou [isso] bem detalhado, e isso me comoveu bastante. Por ela ser muito bonita e muito simpática, e ter uma sensibilidade muito grande com relação a isso, e uma força muito grande, eu tive a ideia de convidá-la para fazer o editorial de moda. Em momento algum eu quis chamar a atenção para o câncer, mas sim para as múltiplas belezas [de Gabrielly]. Isto para atrair a atenção do público, para [a importância da] autoestima mesmo, para esse momento em que é difícil lutar contra uma doença [sendo] tão jovem."

    Mais:

    Russos e indianos usam veneno de naja para prevenir e tratar câncer
    Policiais raspam a cabeça em apoio a crianças com câncer
    Químicos russos descobriram molécula que destrói o câncer invulnerável
    Tags:
    modelo, psicologia, câncer, confecção, editorial, moda, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar