12:13 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Vista da cidade de Vitória, foto de arquivo

    Calamidade pública: Governo autoriza Forças Armadas no Espírito Santo

    © flickr.com/ Gabriel de Andrade Fernandes
    Brasil
    URL curta
    8077

    O governo federal brasileiro autorizou o uso das Forças Armadas no Espírito Santo.

    Mais cedo nesta segunda-feira (6), o governo estadual enviou um pedido ao Ministério da Defesa solicitando ajuda para lidar com a falta de policiamento e insegurança no estado, resultado da greve da Polícia Militar, que protestam, junto com suas famílias, por melhorias salariais.

    De acordo com o portal G1, a Grande Vitória já registrou 51 mortes violentas desde o início dos protestos, que começaram na manhã do dia 4 de fevereiro. Isso seria equivalente a um aumento de mais de 1.000% se comparado com todo o mês de janeiro, sublinha a edição.

    A mesma fonte informa que Ministério da Defesa já está averiguando a situação para que, assim, sejam tomadas medidas cabíveis. Entre outras coisas, precisa-se definir se as tropas vão atuar somente na região metropolitana ou em outras cidades do estado também.

    O portal cita também a assessoria do ministro Raul Jungmann informando que existe a possibilidade de ele ir para o estado à noite para tomar conta da situação.

    O site do Ministério da Defesa confirma a viagem do ministro.

    "Diante da grave situação de segurança pública com a paralização de policiais militares, o emprego das Forças Armadas atende ao pedido do governador em exercício, César Roberto Colnaghi, encaminhado à Presidência da República, que autorizou a atuação dos militares", diz o comunicado oficial da pasta.

    Reações nas redes sociais

    Há relatos informando que "não dá para sair de casa" por causa da insegurança nas ruas, tomadas pelo crime.

    As hashtags #PrayForES (Ore pelo ES), #ESPedeSocorro e #OEspiritoSantoPedeSocorro está ganhando destaque no Twitter brasileiro.

    Insegurança pública

    No momento, o ministro Jungmann está concedendo uma entrevista coletiva em Natal comentando os resultados da operação das Forças Armadas no RN, onde houve ma rebelião de presos no início do ano. Tropas federais (sempre que não fossem naturais do estado) participaram da operação.

    A onda de rebeliões em presídios brasileiros começou em finais do ano passado, se espalhando por vários estados.

    Mais:

    Mais mortos em nova rebelião em presídio do RS
    Polícia invade presídio do Rio Grande do Norte
    Tags:
    greve, segurança, Polícia Militar, Forças Armadas do Brasil, Raul Jungmann, Vitória, Espírito Santo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik