02:46 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Um detento acena com uma faca caseira durante rebelião em Alcaçuz

    Agentes retomam controle da prisão de Alcaçuz

    © AP Photo / Felipe Dana
    Brasil
    URL curta
    0 31

    Agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) do governo do Rio Grande do Norte entraram no presídio de Alcaçuz, na Grande Natal.

    Os homens do GOE fazem parte de uma força-tarefa federal, cujo objetivo é restaurar o controle da prisão que é o símbolo da crise penitenciária atual.

    De acordo com O Globo, a operação Phoenix visa retomar, restabelecer e reformar o presídio, que já se tornou o palco de morte de 26 presos no dia 14 de janeiro.

    No momento, o comando da operação confirma a retomada do controle dos pavilhões 4 e 5 da penitenciária.

    Participam da operação 78 agentes, todos oriundos de outros estados e treinados especialmente para lidar com rebeliões e motins em presídios. A força-tarefa chegou ao Rio Grande do Norte ontem e começou a atuar na manhã desta sexta-feira (27).

    Foi ontem também que o governo do estado pediu a União para prolongar a presença das Forças Armadas por mais 10 dias.

    Um pouco depois do início da operação, o jornal O Mossoroense comunicou que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve dois passageiros de um táxi por porte de arma — um revólver calibre 38 com seis munições. Além dos detidos, o carro transportava uma mulher que se revelou ser companheiro de um preso da penitenciária. O motorista confirmou, segundo o jornal, que o destino era mesmo a Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

    Tags:
    Penitenciária de Alcaçuz, Forças Armadas do Brasil, Rio Grande do Norte, Natal, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar