08:03 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    O vazamento das senhas causou incômodo no Planalto, especialmente porque nenhum dos funcionários percebeu o erro

    Funcionário publica senhas do Planalto e caso vira brincadeira na web

    Fotos Públicas/Reprodução
    Brasil
    URL curta
    30122

    Mais uma vez os internautas de plantão, especialmente os que são contra o governo Temer, não perderam tempo em fazer brincadeiras nas redes sociais sobre o episódio do vazamento acidental das senhas de todas as redes sociais administradas pelo Planalto.

    O erro surgiu quando o Portal Brasil, site do governo federal, postou uma mensagem no Twitter sobre a permanência da Força Nacional no Rio Grande do Norte. Porém, em anexo, foi postado também um link para um arquivo do Google Drive, onde estavam todas as senhas dos perfis  do Palácio do Planalto nas redes sociais.

    A brincadeira dos internautas foi especificamente com uma das senhas "planaltodotemer2016", ao lado dela havia ainda a observação em letras garrafais "não trocar a senha nunca". 

    Link do post no Twitter direcionava a um documento com as senhas das redes sociais do Planalto
    Reprodução
    Link do post no Twitter direcionava a um documento com as senhas das redes sociais do Planalto

    As brincadeiras dos internautas começaram pela senha escolhida para o Palácio do Planalto, no Facebook.

    Depois brincaram com a senha escolhida para o perfil do Planalto.

    E por fim vieram as sugestões para novas possíveis senhas.

    De acordo com a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), a postagem foi um erro de um funcionário da empresa terceirizada contratada pelo governo para cuidar das redes sociais.  Ao fazer a publicação, o funcionário se confundiu e acabou anexando o arquivo com as senhas.

    A Secretaria informou que toda as senhas já foram alteradas, e que o caso está endo investigado para evitar novos acidentes e erros. Segundo ainda a Secom, uma nova forma de armazenamento de senhas está sendo estudada para aumentar a segurança do governo.

    O funcionário responsável pela trapalhada foi afastado temporariamente de suas funções.


    Tags:
    senhas, web, brincadeiras, erro humano, vazamento, redes sociais, Internet, segurança, Palácio do Planalto, Michel Temer, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar