07:26 18 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Veículo queimado no qual foi encontrado o provável corpo do embaixador Kyriakos Amiridis

    Polícia pede prisão de responsáveis pela morte de Kyriakos Amiridis

    © AFP 2018/ Marie HOSPITAL
    Brasil
    URL curta
    111

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro pediu, nesta sexta-feira, a prisão temporária da esposa do embaixador grego Kyriakos Amiridis, Françoise Amiridis, do policial Sérgio Gomes Moreira Filho e de mais uma pessoa envolvida na morte do diplomata, cujo provável corpo foi encontrado na última quinta-feira, em um carro incendiado em Nova Iguaçu.

    Em coletiva de imprensa na noite de hoje, o delegado Evaristo Pontes Magalhães, da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, esclareceu as informações recolhidas pelas autoridades até o momento, reforçando as suspeitas de motivação passional e explicando que, devido ao estado do corpo da vítima, ainda não foi possível determinar a causa da morte. 

    A polícia acredita que Françoise e Moreira, que eram amantes, já vinham planejando o assassinato do embaixador há algum tempo. E, de acordo com o terceiro envolvido no crime, Eduardo Moreira de Melo, primo do policial Sérgio, a embaixatriz teria oferecido cerca de 80 mil reais a ele para ajudar na execução do plano, a serem pagos dentro de um mês. Françoise, que está detida em Belford Roxo, assim como os outros suspeitos, confessou o caso amoroso e afirmou saber do crime, mas negou participação.

    Mais cedo, a polícia revelou que Sérgio Gomes Moreira Filho assumiu ter assassinado Kyriakos Amiridis após ter sido confrontado com imagens capturadas por uma câmera de segurança na qual ele aparece arrastando o que seria o corpo do diplomata. Ele alegou que teria matado o embaixador durante uma briga entre os dois.

    Mais:

    Exame de DNA do corpo encontrado no veículo do embaixador grego levará 30 dias
    Embaixador da Grécia no Brasil está desaparecido há três dias
    Tags:
    embaixador, Evaristo Pontes Magalhães, Eduardo Moreira de Melo, Sérgio Gomes Moreira Filho, Françoise Amiridis, Kyriakos Amiridis, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Rio de Janeiro, Grécia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik