06:42 01 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    201
    Nos siga no

    Um novo bloqueio de R$ 128 milhões nas contas do governo do Rio, vai adiar o pagamento dos servidores que vão ter que esperar um pouco mais para receber as duas primeiras parcelas do salário de novembro, que estavam programadas para os próximos dias 23 e 29 de dezembro.

    De acordo com o governo do Rio, as parcelas seriam depositadas nas contas dos servidores que não receberam os vencimentos integrais. 

    O estado explica ainda que até o último dia 16, quitou 59,8% da folha salarial de novembro, ao pagar integralmente os salários dos servidores ativos da Educação e ativos e inativos da área de segurança, que compreende policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários. 

    Ao todo o governo informa que entre o dia 5 e 22 de dezembro já foram bloqueados a soma de R$ 525 milhões nas contas do Tesouro estadual. De acordo com o governo do Rio, o valor bloqueado seria suficiente para quitar pelo menos um quarto da folha líquida de novembro, que é de R$ 2 bilhões. O novo calendário de pagamentos só será divulgado depois do Natal, na próxima segunda-feira, dia 26. 

    Enquanto isso, servidores que contavam em receber R$ 370,00 referente a primeira parcela do pagamento de novembro estão desesperados. Muitos já não tem mais recursos para alimentar suas famílias e contam com doações de cestas básicas, que estão sendo montadas por servidores da ativa que estão recebendo salário.

    Diante da situação, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe) convoca pelas redes sociais para esta sexta-feira (23), às 10h uma passeata do Largo do Machado até o Palácio Guanabara, sede do governo do Rio, em Laranjeiras, na zona sul da cidade, onde prometem servir a "Ceia da Miséria".

    Tags:
    servidores, pagamento, adiamento, protesto, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar