00:30 20 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Trabalhadores da EBC protestam contra medidas arbitrárias

    Câmara aprova Medida Provisória que muda estrutura da EBC

    © Jornalistas Livres
    Brasil
    URL curta
    622

    Oposicionistas dizem que decisão vai enfraquecer a empresa, transformando a mídia antes pública em estatal devido à possibilidade de interferência do Executivo.

    TV Brasil
    Valter Campanato/Agência Brasil
    Na mais recente investida do Governo Temer em relação à Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), o plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta (14), medida provisória (MP) que altera a Lei 11.652/08, que criou o órgão.

    A medida introduziu mudanças na estrutura da empresa e prevê a constituição de um Comitê Editorial e de Programação, que vai substituir o Conselho Curador, órgão extinto na proposta encaminhada pelo governo.

    A medida foi apresentada pelo governo no início de setembro, Entre as mudanças, a MP também alterou a forma de nomeação do diretor-presidente da EBC. Pela proposta, ele será nomeado pelo presidente da República, após aprovação do Senado Federal. Na prática, isso pode transformar a EBC, uma emissora pública, em um canal estatal sujeito a interferências partidárias e governamentais.

    Desde o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff, em maio deste ano, Temer vem tentando intervir na EBC. Ele exonerou seu diretor-presidente, Ricardo Melo, que se manteve à frente da empresa por meio de liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi revogada pelo ministro Dias Toffoli, adiantando o fim do mandato de Melo, que encerraria sua gestão na EBC em 2020.

    A extinção do Conselho Curador foi criticada por deputados integrantes da Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação com Participação Popular (Frentecom). Para a deputada Luiza Erundina (PSOL-SP), a alteração fragiliza a comunicação pública pela possibilidade de ingerência do Executivo na programação.

    "Essa medida provisória provoca a desestruturação da EBC e a desconstrução do sistema público de comunicação, pois tira a pluralidade, a participação da sociedade na empresa”, disse.

    Deputados de situação argumentam que o Conselho era aparelhado politicamente por Dilma Rousseff e comemoraram a aprovação da MP. A proposta agora segue para o Senado.

    Mais:

    Conselho Curador da EBC reage à tentativa de interferência na TV Brasil
    Diretoria da EBC denuncia na Câmara manobra de governo interino contra mídia pública
    Congresso debate comunicação pública e EBC
    Tags:
    Lei 11.652/08, Medida Provisória, PSOL, Senado Federal, Empresa Brasileira de Comunicação, Frentecom, Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação com Participação Popular, Câmara dos Deputados, EBC, Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, Ricardo Melo, Michel Temer, Dilma Rousseff, Luiza Erundina, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar