11:13 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Manifestantes entram em confronto com a polícia na Esplanada dos Ministérios

    Votação da PEC 55 evoca memórias do AI-5 e desencadeia protestos em todo o país

    Wilson Dias/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    56185

    Mesmo com a pesquisa do Datafolha deixando claro que 6 em cada 10 brasileiros é contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que congela os gastos públicos pelos próximos 20 anos no Brasil, os senadores realizam hoje (13) a votação final da medida, em meio a protestos em todo o país.

    ​Nas redes sociais, espalhou-se rapidamente a associação com a fatídica data de 13 de dezembro de 1968, exatos 48 anos atrás, quando a ditadura militar instituía o funesto AI-5.

    ​Após a tumultuada votação em primeiro turno da PEC, realizada no dia 29 de novembro em clima de guerra, o trânsito na Esplanada dos Ministérios foi bloqueado às 6h desta terça-feira para a votação em segundo turno. Cerca de 2 mil policiais militares foram mobilizados para patrulhar o ato de hoje e fazer revistas pessoais nos manifestantes – que só foram autorizados a ocupar o gramado central da Esplanada – e em passageiros de ônibus que desembarquem na região. 

    Protestos foram convocados pelas redes sociais em todo o país.

    ​Na capital do Rio Grande do Sul, manifestantes bloquearam totalmente a Av. Bento Gonçalves em frente a um campus da UFRGS. O Batalhão de Choque da Brigada Militar lançou bombas de efeito moral para dispersar a multidão. 

    ​No Centro de Porto Alegre também houve bloqueio da Avenida João Pessoa.

    ​Em São Paulo, manifestantes fazem passeata pela rua Augusta, no centro da cidade, e chegaram a bloquear duas faixas da avenida Paulista, no sentindo Consolação. 

    ​No Rio de Janeiro, que tem sido palco de intensos confrontos entre policiais e manifestantes, um grande ato está marcado para começar às 15h na Candelária, no centro da cidade, e deve marchar em direção à Alerj. 

    ​Em Fortaleza, no Ceará, estudantes da UFC bloquearam a Avenida da Universidade no início da manhã. 

    ​​Servidores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) bloquearam a entrada da instituição no campus de Goiabeiras, em Vitória. 

    ​No Mato Grosso, um trecho da Avenida Fernando Corrêa da Costa, em Cuiabá, ficou interditado durante a manhã, depois que manifestantes atearam fogo em pneus na pista. 

    ​Em Minas, segundo o G1, cerca de 50 manifestantes interditaram os dois sentidos da rodovia BR-040, em Congonhas, na região central do estado, também ateando fogo em pneus.

    Em Recife, manifestantes bloquearam o cruzamento das Avenidas Norte e Cruz Cabugá. Também está marcado um ato para as 15h na Praça do Derby. 

    ​Segundo informa o site do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Corte Luís Roberto Barroso negou liminar no Mandado de Segurança (MS) 34540, impetrado pelas senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), contra a tramitação da PEC 55.

    Mais:

    AO VIVO: Senado vota PEC do Teto de Gastos em segundo turno
    PEC 55: Repressão sem precedentes em mais um capítulo do 'regime de exceção' brasileiro
    Esplanada dos Ministérios vive clima de guerra durante votação da PEC 55 no Senado
    Em meio a tragédia Chapecoense, parlamentares votam PEC do Teto de Gastos com protestos
    Tags:
    golpe, ditadura, AI-5, polícia, ato, manifestações, protestos, segundo turno, votação, PEC da Maldade, PEC do Fim do Mundo, PEC 55, Senado, Esplanada dos Ministérios, Mato Grosso, Minas Gerais, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik