10:46 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    11101
    Nos siga no

    O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, teve os bens bloqueados pela Justiça nesta sexta-feira (9).

    A Justiça decretou nesta sexta-feira (9) o bloqueio dos bens do prefeito Eduardo Paes, acusado de improbidade administrativa na construção do Campo de Golfe Olímpico da Barra da Tijuca, em ação ajuizada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

    Segundo a acusação, Paes dispensou a construtora Fior Empreendimentos Imobiliários do pagamento de licença ambiental no valor de 1,8 milhão de reais para realizar a obra, em 2013. 

    O valor foi pago pelo município, somando uma multa no total de 2,3 mihões de reais.

    "A preocupação se acentua, na medida em que ao término de seu mandato, já se anunciou que o Sr. Prefeito irá residir nos Estados Unidos, o que pode dificultar ainda mais a recomposição dos danos causados”, diz a acusação. 

    A dívida será paga através de leilão de ativos de Eduardo Paes e Fiori Empreendimentos.

    Acusações sobre fraudes na obra do Campo de Golfe Olímpico vêm sendo feitas há anos por diversos movimentos sociais, ONG's e juristas. Em maio do ano passado, movimentos como "Golfe Para Quem?" e "Ocupa Golfe" apontaram problemas na concessão da licença ambiental, questionando a ausência de contrato formal para a obra. 

    Mais:

    MPF: Cabral era o 'cabeça' de esquema de corrupção com construtoras
    Justiça determina prisão preventiva da mulher de Sérgio Cabral
    Polícia Federal indicia Sérgio Cabral e outros 15 acusados de corrupção
    Tags:
    bens, bloqueio de bens, Eduardo Paes, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar