07:44 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    À esquerda, Roberto,morto no ataque de traficantes e o primo Rino Polato, que saiu ileso

    Turista italiano é morto ao entrar por engano em favela do Rio com UPP

    Reprodução/Facebook Rino Polato
    Brasil
    URL curta
    916

    O turista italiano, Roberto Bardella, de 52 anos foi morto nesta quinta-feira (8) após entrar com o primo, Rino Polato, de 59 anos, de moto por engano no Morro dos Prazeres, favela em Santa Teresa, que tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no Centro do Rio

    De acordo com a Divisão de Homicídios que investiga o caso, os turistas tinham acabado de visitar o Cristo Redentor e estavam seguindo para as praias da zona sul quando entraram por engano na comunidade, guiados por um aplicativo que utiliza orientação GPS. Os turistas foram abordados por cerca de dez criminosos e sequestrados para um local no interior da favela.

    Os traficantes do local efetuaram disparos em direção aos primos italianos, ao cismarem com uma câmera que Bardella tinha no capacete. Com os disparos Bardella foi atingido na cabeça, morrendo no local. O primo Rino Polato foi resgatado sem ferimentos, mas muito abalado,  pelos policiais da UPP em um dos acessos à favela, depois de ficar por duas horas rodando em um carro pela favela com os traficantes. As duas motocicletas também foram recuperadas.

    Os primos italianos viajavam juntos de moto pela América do Sul e entraram no Brasil por Foz do Iguaçu.

    A imprensa italiana já repercute a morte do turista em uma favela considerada pacificada.

    Tags:
    favela, engano, traficantes, ataque, turistas, gps, Roberto Bardella, Rino Polato, Santa Teresa, Morro dos Prazeres, Itália, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik