09:28 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Michel Temer na entrega de prêmio no TCU

    Após desastre aéreo, Governo determina ajuda imediata as famílias das vítimas

    Beto Barata/PR
    Brasil
    URL curta
    Queda do avião com Chapecoense (73)
    511

    Depois de decretar luto oficial de três dias pelos mortos na queda do avião, em Medellín, que transportava o time da Chapecoense e jornalistas, na madrugada desta terça-feira (29), o presidente Michel Temer determinou ajuda imediata aos familiares das vítimas.

    O acidente aconteceu quando o time, equipe técnica e jornalistas seguiam para a Colômbia, onde os jogadores disputariam nesta quarta-feira (30) a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, da Colômbia. 

    Ao participar da entrega do prêmio Mérito Brasil de Governança e Gestão Pública, no Tribunal de Contas da União nesta terça-feira (29), Temer se solidarizou com as famílias e disse que o Itamaraty vai dará o apoio que precisarem.

    "Eu quero mais uma vez lamentar o infausto acontecimento que gerou o falecimento  de uma equipe de futebol e vários que acompanhavam esta equipe de futebol do Chapecó. Nós logo pela madrugada, logo de manhã, foi um fato tristíssimo e a única coisa que podíamos fazer  lamentavelmente, além de orar por aqueles que partiram, era tomar providências no Governo Federal a fim de dar apoio as famílias, especialmente as que se enlutaram nesse momento. A Aeronáutica colocou à disposição aviões para levar familiares. Evidentemente, é preciso também desembaraçar os corpos, o que entrou em ação o Itamaraty. Eu quero muito tristemente lamentar mais uma vez."

    Mais cedo Michel Temer já tinha postado em suas redes sociais uma mensagem em solidariedade às famílias dos que não sobreviveram ao acidente aéreo. "O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional. #ForçaChape "

    De acordo com o Ministro das Relações Exteriores, Raul Jungmann, como uma forma de dar assistência às famílias das vítimas do acidente aéreo que ocorreu em Medellín, na Colômbia, uma aeronave C99 da Força Aérea Brasileira (FAB) vai levar ainda nesta terça-feira (29), o prefeito de Chapecó, Luciano Burigon, e outros 12 auxiliares para ajudar na identificação das vítimas.

    Outro avião, um C130, deverá trazer de volta ao Brasil os corpos dos jogadores e jornalistas mortos no voo da empresa boliviana LaMia.

    O Ministério da Defesa determinou ainda que uma equipe de profissionais especializados em resgate, do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR), fique de prontidão para auxiliar no resgate e traslado dos brasileiros vítimas do acidente. Além disso, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) está à disposição das autoridades colombianas para contribuir com a investigação. 

    Tema:
    Queda do avião com Chapecoense (73)
    Tags:
    corpos, translado, famílias, assistência, chapecoense, Governo Federal, Força Aérea Brasileira (FAB), Raul Jungmann, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik