11:03 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Desemprego

    Outubro vermelho: crescem as demissões no país

    Edson Lopes Jr./AsHd/Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    725312

    Pelo 19.º mês consecutivo, em outubro, o Brasil voltou a fechar mais postos de trabalho do que criou. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho revelam que o número de demissões superou o de contratações em 74.748.

    Apesar de ainda preocupante, o montante é menor que o de outubro do ano passado, quando as dispensas superaram as admissões em 169.131, o pior resultado para meses de outubro desde o início da série histórica criada em 1992. O último mês em que as contratações superaram as demissões foi em março de 2015, quando foram criados 19,2 mil postos de trabalho.

    De janeiro a outubro deste ano, as demissões superam as contratações em 751.816 vagas formais, ou seja, aquelas com carteira assinada. Já no intervalo de outubro de 2015 a outubro deste ano, o Brasil contabiliza a demissão de 1,5 milhão de trabalhadores.

    Por setor de atividade, a construção civil foi a que mais demitiu no mês passado (33.517 pessoas), seguida por serviços (30.316), agricultura (12.508), indústria de transformação (5.562), administração pública (1.703) e indústria extrativa mineral (1.070). O comércio foi o único setor que fechou outubro com mais contratações, com a criação de 12.496 postos de trabalho.

    Por regiões, a Sudeste liderou as dispensas, com o fechamento de 50.274 postos, seguida pela Centro-Oeste (14.153), Nordeste (7.315) e Norte (6.272).

    Mais:

    Além do desemprego, brasileiros também sofrem com capacidade ociosa
    Com nova alta no desemprego, Temer diz não ser responsável pela crise
    Tags:
    acumulado no ano, contratações, setores, recessão, regiões, desemprego, Caged, Ministério do Trabalho, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik