16:35 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    18010
    Nos siga no

    Fundo pediu atenção às propostas de emenda constitucional que devem conter os gastos do governo e reformar a Previdência.

    O comitê-executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) informou hoje (15) por meio de relatório anual que o Brasil está "perto de sair de uma forte recessão". O órgão, porém, ressaltou que o País vai precisar passar por um longo e duro caminho de recuperação que inclui a aprovação de medidas impopulares. Até lá, a atividade deve permanecer "fraca por um período prolongado".

    O FMI elogiou a PEC 55, que tenta conter os gastos do governo pelos próximos 20 anos, mas destacou a necessidade de aprovação de uma reforma na Previdência para que as medidas de contenção surtam efeito no longo prazo e propiciem a "consolidação fiscal que garanta estabilidade macroeconômica".

    Neste ano, o órgão espera uma retração de 3,3% na economia. Para 2017, o FMI projeta crescimento de 0,5% frente a 2% esperado pelo governo.

    Mais:

    FMI suspende censura à Argentina
    FMI alerta para consequências da lei americana 9/11
    FMI espera mais abertura da economia chinesa
    Brasil volta ao FMI, mas a visita é só de cortesia
    FMI elogia Argentina um dia após divulgação de altos índices de pobreza no país
    Tags:
    Fundo Monetário Internacional, FMI, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar