14:59 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Apresentação do teste rápido para diagnóstico do Zika Vírus

    Ministério da Saúde vai distribuir teste que em 20 minutos identifica o vírus Zika

    Camila Rabello/Ascom/MS
    Brasil
    URL curta
    202
    Nos siga no

    O Ministério da Saúde anúncio a distribuição de 2 milhões de kits com testes rápidos para identificação do vírus Zika. O fornecimento do teste está previsto para começar até o final do ano. Com o teste é possível verificar em 20 minutos se o paciente está ou já foi infectado pelo vírus em algum período da vida.

    Atualmente, o exame disponível na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), só consegue detectar o vírus apenas quando ele já está na corrente sanguínea.

    Ricardo Barros alertou que com a testagem rápida será possível dar início de forma mais imediata ao tratamento, já que o contágio pode ser confirmado assim que surgem os sintomas da doença.

    "Nós fizemos testes do Instituto Nacional de Qualidade em Saúde (INCQS), que atestou com muito boa eficiência o teste que identifica a infecção, se a pessoa está infectada a partir do quinto dia ou se teve em algum momento a infecção, são dois testes no mesmo equipamento. Com isso nós podemos atender de forma mais clara, prevenir as pessoas quanto a engravidar ou não. As pessoas vão poder fazer esse teste antes de decidir engravidar. Eu acredito que isso vai ser muito útil para que nós possamos combater a Zika, que é um assunto grave, com consequências graves."

    De acordo com dados do Ministério da Saúde, houve uma redução de 85% do número de casos de Zika e microcefalia, sendo relativamente o mesmo percentual que igual período do ano passado.

    A produção do teste rápido para identificar o vírus Zika será realizado pelo laboratório público Bahiafarma, Cada unidade foi negociada a R$ 34, valor considerado pelo governo bem abaixo da concorrência que cobrou R$ 130. Segundo o diretor-geral do laboratório, Ronaldo Dias, o trabalho vai ter como foco conseguir atender a demanda do Sistema Único de Saúde. "Nós vamos fornecer ao Ministério da Saúde, o que não impede outros entes federados como municípios ou estados, de estarem adquirindo o produto. Cada estado viverá uma situação diferente do outro. Talvez a demanda de um seja maior do que a demanda de outros, então o que nós estamos é nos preparando para atuar como laboratório público oficial para poder realmente atender ao SUS em sua integralidade."

    Com a aproximação do verão e um período com mais chuvas, facilitando a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor do Zika vírus, o Ministro da Saúde, aproveitou para convocar o setor público a se mobilizar no combate ao mosquito.

    "Estamos mobilizando todo o setor público, Forças Armadas, Escolas. Todo o setor que possa nos ajudar a mobilizar a população, porque só vamos ter sucesso no combate ao mosquito se nós tivermos toda a sociedade agindo nesta missão."

    Ainda segundo Ricardo Barros, o teste rápido para identificar o vírus zika será realizado em pessoas que não apresentarem os sintomas da doença e com indicação médica, porém, as gestantes sempre terão prioridade. 

    Tags:
    rápido, gestantes, mosquito, microcefalia, Aedes Aegypti, zika, combate, teste, Ministério da Saúde, Ricardo Barros, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar