06:40 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles

    Meirelles diz que para país crescer governo precisa fazer a lição de conter gastos

    Lula Marques/ AGPT
    Brasil
    URL curta
    2712
    Nos siga no

    Ao falar para uma platéia de micro e pequenos empresários nesta quinta-feira (27), no Palácio do Planalto, em Brasília, o ministro da Fazenda Henrique Meirelles voltou a falar sobre a necessidade de o governo controlar os gastos como sendo algo fundamental para a retomada do crescimento do país.

    Segundo Meirelles, o Brasil só vai voltar a crescer quando o governo fizer a lição de casa. O ministro da Fazenda admitiu, no entanto, que a tarefa para conter as despesas públicas não será fácil e exigirá muito trabalho nos próximos anos.

    "Não vamos nos enganar, que isso seja uma empreitada fácil. É muito dura, muito difícil, vai exigir ainda muito trabalho nos próximos meses e nos próximos anos, mas é o que nós precisamos fazer para permitir que a economia cresça."

    Henrique Meirelles defendeu a necessidade da aprovação da PEC do Teto dos Gastos que agora vai passar por duas votações no Senado, e destacou que com a aprovação da proposta na Câmara dos Deputados o governo Temer mostra que já se movimenta para cuidar das próprias despesas.

    Reafirmando o discurso do presidente do Sebrae, Afif Domingos, Meirelles afirmou que política social eficaz é aquela que gera emprego e renda e que passa pelo crescimento econômico, dando destaque para a importância dos microempreendedores para a economia brasileira, pois quando a atividade começa a dar sinais de reação, o primeiro resultado é a criação de empregos nas micro e pequenas empresas, na base. Esse, segundo o ministro, é o grande impacto.

    "O micro empreendimento vai além da geração de emprego, vai além da atividade econômica, que é algo fundamental para qualquer país, qualquer sociedade. Cada vez mais nas economias modernas ele começa também a desenvolver um papel de novas técnicas, novos negócios e novas tecnologias. A revolução que hoje se dá no mundo, ela começa pelas microempresas, isso em qualquer lugar do mundo."

    O Presidente Michel Temer também participou do evento, onde foi  lançado o mutirão da renegociação de dívidas e sancionadas as leis referentes aos programas Supersimples e ao Salão Parceiro. Em discurso, Temer enfatizou que as medidas para micro e pequenas empresas são atos geradores de emprego e unem responsabilidade fiscal com responsabilidade social. De acordo com dados do Sebrae, cerca de mil micro e pequenas empresas estão hoje inadimplentes com a Receita Federal. Com a medida do governo, o prazo para quitação de débitos tributários foi ampliado de 60 para 120 meses. 

     

     

    Tags:
    geração, PEC 241, controle de gastos, lição, crescimento econômico, emprego, Henrique Meirelles, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar