13:47 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Ato pela democracia em São Bernardo do Campo

    'Liderança de Lula em eleição é prova de repúdio popular ao atual governo'

    Ricardo Stuckert/Instituto Lula
    Brasil
    URL curta
    431610
    Nos siga no

    A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) recebeu sem surpresa os resultados da 132ª Pesquisa CNT/MDA que mostra o ex-presidente Lula (PT) como favorito para vencer a eleição presidencial de 2018 tanto na intenção espontânea quanto na intenção de voto estimulada nos cenários para o primeiro turno.

    No primeiro cenário, Lula teria 24,8% das intenções de voto; Aécio Neves (PSDB-MG), 15,7%; e Marina Silva (Rede), 13,3%. No segundo cenário, Lula novamente venceria com 25,3% das intenções, seguido por Marina, 14%; e Geraldo Alckmin (PSDB-SP), 13,4%. No terceiro e último cenário, o petista receberia 27,6%; Aécio, 18%; Marina, 16,5; e Jair Bolsonaro (PSC), 7,9%. A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 16 desse mês e ouviu 2.002 pessoas em 137 município do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

    "O resultado da pesquisa não chega a surpreender, porque todas (as pesquisas) mostram o capital político extraordinário que o presidente Lula tem, e isso se deve a sua história de vida, à trajetória e aos governos que fez. Ele entrou para a história como o melhor presidente que esse país já teve pela inclusão social que promoveu."

    Para a senadora, ao querer a volta de Lula, a pesquisa também retrata a insatisfação e a desaprovação crescente com o atual governo.

    "Mesmo vítima de uma caçada implacável e tendo sua imagem enxovalhada de maneira caluniosa por uma campanha de tanto ódio, dirigida por parte da grande mídia monopolizada, com a participação de todo o consórcio golpista e parte do poder judiciário, a imagem de Lula continua preservada pelo povo brasileiro."

    Com relação aos temores de que, após a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, Lula também possa ser preso pelo juiz Sérgio Moro, que conduz os julgamentos da operação Lava Jato, a senadora petista diz que as especulações contra Lula obriga a uma vigilância constante. No fim de semana passado, boatos que circularam nas redes sociais sobre uma eminente prisão do ex-presidente levaram dezenas de petistas e simpatizantes a montarem uma vigília que durou até a madrugada de segunda-feira em frente à casa de Lula em São Bernardo do Campo (SP).

    Ao comentar a prisão de Cunha, Fátima Bezerra disse que a prisão de morou a acontecer. A senadora disse esperar também que a prisão do ex-deputado não seja usada para fins políticos de perseguição a pessoas honestas como Lula. Na avaliação da senadora, se Cunha fizer um acordo de delação premiada, o atual governo implode.

    "Ele sabe das tramas urdidas, inclusive como o processo de impeachment foi engendrado, além do que ele tem de intimidade com figuras proeminentes desse ministério."

    Mais:

    Lula cogita seriamente disputar eleições em 2018
    Pimenta: Lula réu na Lava Jato é golpe para impedir planos de presidência
    Tags:
    eleições presidenciais, poder judiciário, liderança, prisão, pesquisa, mídia, CNT, Rede, PSC, PMDB, PSDB, PT, Jair Bolsonaro, Sérgio Moro, Fátima Bezerra, Aécio Neves, Michel Temer, Marina Silva, Lula, Geraldo Alckmin, Eduardo Cunha, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar