19:35 17 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Marcelo Crivella (PRB)

    Redes sociais reagem à música de Crivella sobre chute na santa

    © AFP 2019 / YASUYOSHI CHIBA
    Brasil
    URL curta
    2144
    Nos siga no

    A campanha do candidato Marcelo Crivella (PRB) à prefeitura do Rio sofreu mais um golpe esta semana com a repercussão de uma música gravada pelo bispo em que ele ironiza o chute dado em uma imagem de Nossa Senhora de Aparecida durante um programa de TV da Rede Record, de seu tio bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reio de Deus.

    ​Em 12 de outubro de 1995, dia da padroeira do Brasil, o bispo Sérgio von Helde apresentava o programa “O Despertar da Fé” na emissora de Macedo quando começou a proferir insultos verbais e físicos contra uma estátua da santa.

    “(…) nós estamos mostrando às pessoas que isso aqui não funciona, isso aqui não é santo coisa nenhuma (…) R$ 500 – 5 salários mínimos – custa no supermercado essa imagem, e tem gente que compra! Agora se você quiser uma santa mais barata, você encontra até por R$ 100 (…) Será que Deus, o Criador do universo, pode ser comparado a um boneco desse, tão feio, tão horrível, tão desgraçado?”, disse von Helde, chutando a imagem em seguida.

    ​​Na terça-feira (19), a Folha de São Paulo trouxe à tona uma canção registrada por Crivella em 1999, dois anos após a condenação de von Helde por discriminação religiosa e vilipêndio de imagem religiosa. Incluída no álbum “Como posso me calar?”, cuja capa trazia uma foto do bispo Macedo na cadeia (ele havia sido preso em 1992, por denúncias de charlatanismo e estelionato), a música “Um chute na heresia” ironizava o episódio do chute da santa, que teve ampla repercussão no país. 

    ​A canção foi retirada do YouTube a pedido de Crivella. O CD “Como posso me calar?” também é o único que não está disponível no site do candidato que, tampouco, nunca se posicionou especificamente sobre o episódio. Confrontado pelo candidato do PSOL Marcelo Freixo, Crivella não respondeu.


    Mais:

    Eleições no Rio: Os verdadeiros ‘inimigos’ de Crivella e Freixo
    Jovens empunhando instrumentos musicais como armas em favela do Rio viralizam na web
    Pai das UPPs, Beltrame pede demissão e Roberto Sá assume Segurança do Rio
    Tags:
    gospel, CD, álbum, "Como posso me calar?", "Um chute na heresia", redes sociais, intolerância religiosa, Nossa Senhora de Aparecida, chute na santa, música, Rede Record, Igreja Universal do Reino de Deus, Sérgio von Helde, Edir Macedo, Marcelo Freixo, Marcelo Crivella, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar