00:41 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente Michel Temer, se despede do Senhor Narendra Modi, Primeiro-Ministro da República da Índia

    Após BRICS, Temer assina acordos na Índia e segue para Tóquio para ampliar laços

    Beto Barata/PR
    Brasil
    URL curta
    942

    Depois de participar no fim de semana da reunião da Cúpula dos BRICS, na Índia, o presidente Michel Temer está a caminho nesta segunda-feira (17) do Japão. Antes de seguir viagem, Temer fechou acordos de cooperação com o primeiro ministro da Índia, Narendra Modi, nas áreas de regulação farmacêutica, pesquisa agropecuária e defesa.

    Presidente Michel Temer com o seu homólogo russo, Vladimir Putin em 16 de outubro, Goa, hotel Taj Exotica
    © Sputnik / Serviço de imprensa do presidente da Rússia
    O Brasil é o principal parceiro comercial da Índia na América Latina. No ano passado, o intercâmbio com o mercado indiano foi de quase US$ 8 bilhões. Temer e Narendra conversaram ainda sobre medidas para ampliar o comércio e fecharam parceria para facilitar os investimentos entre os dois países. Temer afirmou que sua visita ao país asiático "relançou" a parceria estratégica entre os dois países, e convidou os empresários indianos a aplicarem no Brasil.

    Segundo o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o acordo de cooperação na área agropecuária envolve genoma bovino e novas tecnologias para a reprodução assistida.

    "Nós assinamos hoje um acordo muito importante para a pecuária brasileira que é a transferência de genomas, de material genético de bovinos aqui da Índia, já que todo o rebanho brasileiro é de origem indiana, e desde 1950 o Brasil não importa mais gado indiano, portanto, a nossa variabilidade genética tem sido diminuída nos últimos anos. Nós temos hoje parados aqui para entrar, maçãs. O Brasil já é o 12º maior produtor de maçãs. Nós temos a carne de aves e também de suínos que estão na pauta para serem liberados e por problemas fito sanitários entre aspas, nós não conseguimos atender, e, portanto, nós queremos participar desse mercado aqui na Índia, que já é grande e será muito grande em um futuro muito próximo."

    Após os acordos na Índia, Michel Temer pretende reforçar os laços entre Brasil e Japão, e o mesmo esperam os japoneses.

    De acordo com o embaixador do Japão no Brasil, Ministro Kazuhiro Fujimura, a ideia é retomar o crescimento comercial e ampliar os investimentos entre os dois países. "Será uma grande oportunidade para avançar a cooperação entre os dois países, nos campos como política e defesa, comércio e investimentos, ciência e tecnologia, cultura, intercâmbios humanos e esporte."

    O embaixador do Brasil no Japão, André Corrêa do Lago, acredita que o resultado da visita de Temer ao Japão vai proporcionar uma retomada do Japão de seu papel central nos investimentos do Brasil de infraestrutura.

    "O que nós queremos apresentar ao Japão, é que realmente o histórico de comportamento dos investimentos japoneses no Brasil é extraordinário, e que isso vai ser mais valorizado do que outros elementos que vinham sendo valorizados para a escolha dos parceiros nesses investimentos."

    O governo brasileiro também espera fechar negociações com o país asiático no que diz respeito a abertura do mercado do Japão para a entrada da carne bovina brasileira, e ainda avançar na discussão de livre comércio entre o Mercosul e o Japão.

    A visita de Michel Temer ao Japão vai durar três dias. Na quarta-feira (19), o presidente será recebido pelo imperador Akihito.

     

     

     

    Tags:
    carne bovina, ampliação, mercado, abertura, investimentos, Mercosul, BRICS, André Corrêa do Lago, Kazuhiro Fujimura, Akihito, Michel Temer, Narendra Modi, Índia, Japão, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik