03:41 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1708
    Nos siga no

    Fethullah Gulen, teólogo muçulmano exilado voluntariamente nos EUA, acusado de ter organizado o golpe falhado em julho passado em Ancara, pode pedir asilo ao Brasil.

    Atualmente, Gulen, que nega qualquer participação no golpe, vive na Pensilvânia, mas a Turquia já pediu sua extradição aos EUA.

    Segundo o jornal turco Hurriyet, que cita o ministro da Justiça Bekir Bozdag, a inteligência obteve a informação de que Gulen poderia tentar fugir aos EUA e pedir asilo no Brasil, no Canadá ou na Bélgica.

    Embora viva nos EUA desde 1999, o ex-imã tem uma influência muito grande por todo o mundo islâmico graças a seu movimento Hizmet, que reúne centenas de instituições de ensino. 

    Desde 16 de julho, 32 mil pessoas foram acusadas de pertencer ao movimento Gulen e organizar o golpe militar

    O conflito com a administração de Erdogan começou antes do golpe quando Erdogan tinha acusado Gulen de tentar mudar o poder sob pretexto da luta contra a corrupção.

    Mais:

    Segundo comissário europeu, UE deve avaliar a Turquia para além do governo de Erdogan
    Chanceler turco repreende embaixador dos EUA por se comportar 'como governante da Turquia'
    Erdogan acusa Gulen de minar relações entre Turquia e Rússia
    Tags:
    Fethullah Gulen, Turquia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar