16:19 01 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio determinou hoje (27) o desbloqueio das contas do empresário Marcelo Odebrecht e de mais três ex-executivos da empreiteira, que tiveram seus bens bloqueados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no âmbito da Operação Lava Jato.

    Esta é terceira vez que o ministro derruba uma decisão do TCU. No início do mês, o ministro concedeu liminares para liberar bloqueios de recursos das construtoras Odebrecht e da OAS, feitos para ressarcir a Petrobras de prejuízos com o superfaturamento de contratos em obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

    De acordo com a Agência Brasil, o ministro sustenta que o TCU não tem competência para embargar bens de entes privados, somente de entes públicos.

    Marcelo Odebrecht está preso desde junho do ano passado pela Operação Lava Jato. Em março, ele foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 19 anos e quatro meses de prisão por crimes de corrupção passiva, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

    De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal à Justiça em Curitiba, Marcelo está envolvido diretamente no esquema de pagamento de propina aos ex-dirigentes da Petrobras. Ele orientava as atividades dos demais acusados ligados à empreiteira.

    Mais:

    Odebrecht afirma ter doado 23 milhões para campanha presidencial de José Serra
    Odebrecht: Senadores divergem se denúncias de caixa 2 para Temer modificam impeachment
    Dilma nega conversa com Odebrecht sobre propina e vai entrar na Justiça sobre acusações
    Tags:
    Operação Lava Jato, contas, desbloqueio, STF, Marcelo Odebrecht, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar