00:14 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Michel Temer

    Temer embarca de volta ao Brasil, após participar da cúpula do G20 na China

    Beto Barata/PR
    Brasil
    URL curta
    2738516

    O presidente Michel Temer já deixou a China e está a caminho do Brasil, onde deverá chegar amanhã, na terça-feira (6), às 14h, a tempo de participar da cerimônia do 7 de setembro em Brasília e, caso se confirmem as expectativas, da abertura dos Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro, informou Agência Brasil.

    Em seu último dia em Hangzhou, onde participou da Cúpula do G20, Temer realizou reuniões bilaterais com chefes de Estado do Japão, da Arábia Saudita e da Itália.

    Na visita à China, o presidente fez também comentários sobre as manifestações contra seu governo que vêm ocorrendo no Brasil. Ele mencionou uma situação em que integrantes do governo anterior fizeram críticas às manifestações de julho de 2013.

    “Uma coisa é manifestação democrática, que é importantíssima. Em junho de 2013, muitos do governo criticaram aquele movimento. Eu disse: 'não, não devemos criticar', e que eram brasileiros que pediam a eficiência do serviço público e que vão às ruas para se manifestar", lembrou Temer, destacando que aquele movimento "naufragou" por causa dos depredadores.

    Nos últimos dias, o presidente já havia comentado os protestos que vêm ocorrendo desde que ocorreu o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, classificando-os de "pequenos e depredadores" e que não passavam de um "movimentozinho".

    A manifestação contra o governo de Temer realizada em São Paulo no último domingo levou mais de 100 mil pessoas às ruas do centro da cidade. 

    Mais:

    Temer diz que encontro de BRICS na China discutiu comércio, emprego, terrorismo e clima
    Paralelo à G20, Temer se encontra com líderes do Japão, Espanha, Arábia Saudita e Itália
    Temer comprando sapatos na China vira piada na internet brasileira
    Tags:
    Cúpula do G20, G20, Marcela Temer, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik