13:51 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira do PT em manifestação de apoio ao partido, em 16 de agosto de 2015

    PT defende eleição direta antecipada para presidente

    © AFP 2018 / Miguel Schincariol
    Brasil
    URL curta
    1195

    Após reunião da Executiva Nacional, o PT anunciou nesta sexta-feira (2) que vai defender a realização de eleição presidencial direta antecipada no país, informou Agência Brasil.

    A reunião ocorreu durante todo o dia na sede do partido, no centro de São Paulo, e teve a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

    A proposta chegou a ser defendida por Dilma Rousseff durante o processo de impeachment, mas não era unanimidade dentro do partido.

    "Se antes havia divergência sobre a proposta de antecipação de eleições presidenciais, agora a situação é outra pois o Estado tem à frente um governo usurpador, ilegítimo, sem votos, com um programa antipopular e antinacional. A recuperação da legalidade e o restabelecimento da democracia, nessas condições, somente se efetivarão quando as urnas voltarem a se pronunciar e o povo decidir os caminhos da Nação”, diz o documento elaborado na reunião, com 24 metas e intitulado Resolução Política sobre o Golpe e a Oposição ao Governo Usurpador.

    Mais:

    Para analista, faltou ao PT organização da classe trabalhadora para evitar o impeachment
    'Após o impeachment, o PT terá de se reinventar'
    Base aliada: cartilha do PT mostra ao mundo linchamento político de Lula
    PT emite nota de repúdio à admissão do impeachment
    Tags:
    eleições, PT, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik