11:01 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Nota de real.

    Orçamento de 2017 terá R$ 17,1 bilhões para reajuste de servidores

    Fotos Públicas / Rafael Neddermeyer
    Brasil
    URL curta
    414
    Nos siga no

    Enviada nesta quarta-feria (31) ao Congresso Nacional, a proposta de Orçamento Geral da União para o próximo ano reserva R$ 17,1 bilhões para reajuste de servidores federais em 2017, informou Agência Brasil.

    Segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, apesar das futuras medidas de austeridade, o Estado não pode quebrar contratos e precisa honrar os acordos salariais fechados nos últimos meses.

    Segundo Oliveira, o Orçamento assegura recursos para reajuste de todos os projetos de lei aprovados pela Câmara e em tramitação no Senado, além do aumento para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), estimado em R$ 700 milhões.

    Desse total, R$ 15,9 bilhões correspondem aos reajustes para servidores do Executivo e R$ 1,2 bilhão está destinado aos demais poderes, inclusive aos ministros do Supremo.

    Ao explicar o projeto de lei do Orçamento, o ministro do Planejamento minimizou o impacto dos reajustes. Para Oliveira, os servidores do Executivo receberam aumentos de 18% nos últimos cinco anos, contra inflação acumulada de 40%. “O reajuste para 2017 apenas repõe a inflação de 2016, que está estimada em 7%”, respondeu.

    Mais:

    Sindicalistas querem opinar sobre reformas trabalhistas e previdenciárias de Temer
    PSOL: Saída de Dilma vai iniciar grande retrocesso de direitos sociais
    Michel Temer toma posse definitiva na presidência da República
    'Brasil agora vai priorizar Estados Unidos e Europa, e não os vizinhos sul-americanos'
    Temer terá dois anos difíceis pela frente, acreditam especialistas
    Tags:
    distribuição, reajuste, orçamento, governo brasileiro, Dyogo Oliveira, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar