07:34 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Manifestação contra Temer é reprimida pela PM na Avenida Paulista - São Paulo, 29/08/16

    Manifestantes contra impeachment na Paulista são reprimidos pela PM

    Paulo Pinto/ AGPT/ Fotos Públicas
    Brasil
    URL curta
    4947

    As frentes Povo sem Medo e Brasil Popular realizaram, nesta segunda-feira, na Avenida Paulista, uma manifestação em protesto contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, informou Agência Brasil.

    O clima era tenso na região, e a Polícia Militar (PM) chegou a usar bombas de efeito moral para impedir que os manifestantes se aproximassem do prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), entidade que os dois movimentos consideram "patrocinadora do golpe" contra a presidenta afastada.

    A caminhada começou por volta das 17h na Praça do Ciclista, que fica na Paulista, e pretendia chegar até a sede da Fiesp, situada na mesma avenida. A PM fez um bloqueio para evitar que os manifestantes chegassem ao prédio da entidade. Quando estes se aproximaram do bloqueio, por volta das 18h50, os policiais começaram a soltar bombas de efeito moral. Os participantes da passeata correram então para o vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp)m que fica perto do prédio da Fiesp.

    Impedidos pela Polícia Militar (PM) de prosseguir em caminhada pela Avenida Paulista até a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), manifestantes contrários ao impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff ficaram concentrados em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Os participanes prometem manter a Paulista ocupada durante toda a madrugada.

    Os manifestantes pretendem iniciar a manhã desta terça-feira (30) com novos protestos em São Paulo. A ideia é bloquear rodovias na cidade logo cedo.

    Mais:

    Manifestação contra o impeachment de Dilma Rousseff no Rio de Janeiro
    Cidades brasileiras têm manifestações contra o impeachment
    Dilma responde a senadores e Temer diz que acompanha tranquilo
    Trabalhadores do campo prometem mobilização contra perda de direitos
    Tags:
    manifestações, impeachment, São Paulo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik