20:14 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Presidente interino Michel Temer

    Se Impeachment de Dilma for validado, Temer vai para encontro do G-20 na China

    Beto Barata/PR
    Brasil
    URL curta
    12526511

    Nos dias 4 e 5 de setembro acontece em Hanzhou, na China, o encontro da Cúpula do G-20. Caso o impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff seja confirmado, o presidente em exercício, Michel Temer deve participar da reunião entre as 19 maiores economias do mundo e mais a União Europeia, no que seria a sua primeira viagem internacional.

    O Subsecretário-Geral de Assuntos Econômicos e Financeiros, Embaixador Carlos Márcio Cozendey disse que no encontro Michel Temer deverá enfatizar a questão da transição presidencial e as novas propostas econômicas que estão sendo implementadas no Brasil.

    "Se o presidente Temer for confirmado, eu entendo que a principal mensagem que ele procurará transmitir é a da transição política e do novo programa econômico, é o que eu suponho que ele gostaria de dar ênfase nessa ocasião."

    De  acordo com o Embaixador  Carlos Márcio Cozendey, a reunião do G-20 deve dar continuidade a discussão sobre a agenda de recuperação da economia mundial pós crise de 2008, além de debater outros assuntos na área de energia, corrupção, comércio e investimentos.

    "Essa agenda de saída da crise continua a ser uma agenda central no G-20, toda a parte de coordenação  macroeconômica continua a ser uma das linhas centrais de atuações do grupo, mas a agenda também foi se expandindo para outras áreas, como energia, combate à corrupção, comércio e investimentos e outros temas desse tipo."

    Temer também deverá buscar novas oportunidades de negócios internacionais em encontros bilaterais durante o encontro do grupo G-20 na China. 

    Caso o impeachment for confirmado, antes de embarcar para a China, Michel Temer deve gravar um pronunciamento à nação. A expectativa é a de que o presidente interino faça a gravação logo após tomar posse no Congresso Nacional, pois em seguida viajará na noite do mesmo dia para a reunião do G-20. No pronunciamento Temer pretende defender a necessidade de uma unidade nacional para superar as crises política e econômica no Brasil, além de reforçar a sua agenda econômica, que tem como objetivo o ajuste fiscal e a retomada dos investimentos para o Brasil.


    Tags:
    investimentos, encontro bilateral, encontro, viagem, impeachment, Grupo G-20, Michel Temer, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik