02:31 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Imagem de uma câmera de vigilância instalada perto do posto de gasolina onde teria lugar o caso no dia 14 de agosto de 2016

    Posto de gasolina onde nadador americano inventou história de assalto vira ponto turístico

    © AP Photo/
    Brasil
    URL curta
    0 18720

    O posto de gasolina onde o nadador norte-americano Ryan Lochte e três outros atletas olímpicos protagonizaram cenas de vandalismo e depois inventaram uma história sobre um “assalto a mão armada” para amenizar a situação tornou-se um novo ponto turístico do Rio de Janeiro.

    Localizado perto do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, o posto entrou no circuito de passeios oferecidos pela empresa de turismo Urban Adventures, junto com outros pontos icônicos da cidade como o Cristo Redentor e o mirante do morro Santa Marta.

    O proprietário da agência de viagens, Luiz Renato Malcher, assegura que a visita ao posto de gasolina é muito curta, mas muito interesse: "O incidente já faz parte da história dos Estados Unidos e provocou manchetes na imprensa; as pessoas estão interessadas", disse ele disse ao portal de notícias G1.

    Além da visita guiada, incluída em um pacote que custa cerca de US$ 160 por um dia completo de tour no Rio, muitos aparecem por conta própria no posto, para a satisfação do proprietário, que viu o movimento crescer substancialmente em seu estabelecimento desde o escândalo.

    Mais:

    Nadador americano Ryan Lochte é indiciado pela polícia no Rio
    Americanos fazem paródia após confissão de Ryan Lochte
    Tags:
    nadadores, posto de gasolina, turismo, assalto, Ryan Lochte, EUA, Rio de Janeiro, Barra da Tijuca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik