17:01 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    513
    Nos siga no

    Após um primeiro dia tumultuado, com 16 horas de trabalho, senadores retomam nesta sexta-feira (26) a sessão destinada ao julgamento final do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. O segundo dia será dedicado a ouvir as seis testemunhas arroladas pela defesa.

    Serão interrogados hoje o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, o professor de direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Geraldo Prado, o ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa, a ex-secretária de Orçamento Federal do governo Esther Dweck, o ex-secretário executivo do Ministério da Educação Luiz Cláudio Costa e, por fim, o professor de direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Lodi Ribeiro.

    Acompanhe ao vivo:

    Ordenar as mensagens
    • 23:21

      Lewandowski suspende sessão do segundo dia de julgamento do impeachment de Dilma às 23h19

      O ministro anunciou que o terceiro dia do julgamento terá início às 10h deste sábado (27), quando deverão ser ouvidas as duas testemunhas que faltam: Nelson Barbosa, ex-ministro da Fazenda, e Ricardo Lodi Ribeiro, professor de direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), que será ouvido como informante.

    • 23:20

      A advogada Janaína Paschoal, coautora do pedido de impeachment, questiona o ex-secretário-executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, testemunha de defesa.

    • 22:38

      Enquanto, de acordo com o painel, 76 senadores registraram presença na sessão de julgamento de Dilma, somente 20 estão de fato presentes no plenário.

    • 22:34

      Entrevista exclusiva da Sputnik com o advogado e professor de Direito Marcelo Lavenère, que foi um dos autores, em caráter pessoal, do pedido de impeachment de Fernando Collor de Mello, em 1992.

      Ânimos exaltados no julgamento do impeachment no senado

      Autor do pedido de impeachment de Collor analisa cenário do processo contra Dilma

      "Ao contrário do que aconteceu com Fernando Collor de Mello, o julgamento do processo de impeachment de Dilma Rousseff está sendo marcado por ânimos muito acirrados", diz Marcelo Lavenère, ex-presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.
      Mostrar mais
    • 21:35

      Termina o depoimento do professor de Direito da UFRJ Geraldo Prado

      Luiz Cláudio Costa, o ex-secretário-executivo do Ministério da Educação, é a próxima e última testemunha do dia. Lewandowski informou que há 13 senadores inscritos para fazer perguntas a Costa.

    • 21:24

      A advogada Rosa Maria Cardoso da Cunha, que durante o regime ditatorial defendeu a então jovem ativista Dilma Rousseff na Justiça Militar, comentou à Sputnik o julgamento do impeachment da presidente afastada.

      Presidente Dilma Rousseff durante entrevista no Palácio da Alvorada

      Impeachment: 'Votar ou não votar por Dilma não é uma questão pessoal dos senadores'

      A advogada Rosa Maria Cardoso da Cunha, que durante o regime ditatorial defendeu a então jovem ativista Dilma Rousseff na Justiça Militar, comenta agora para a Sputnik o julgamento do impeachment da presidente afastada.
      Mostrar mais
    • 21:16

      Nova confusão no plenário do Senado após a advogada de acusação, Janaína Paschoal, questionar o professor da UFRJ sobre posicionamentos políticos em relação aos Governos de Cuba e da Venezuela.

      A questão polêmica foi indeferida pelo ministro Lewandowski, que citou o Código Penal para afirmar que "o juiz não permitirá que a testemunha manifeste sobre suas apreciações pessoais".

    • 20:43

      Todos os senadores já questionaram a testemunha Geraldo Prado. Agora, o advogado de defesa, José Eduardo Cardozo, tem seis minutos para interrogar o professor Geraldo Prado, da UFRJ.

    • 20:31

      Impeachment: Lewandowski deferiu um pedido da defesa para trocar a ordem dos depoentes da defesa: em vez de Nelson Barbosa, quem será questionado ainda hoje será Luiz Cláudio Costa.

    • 19:47

      Presidente do Senado está arrependido de discussão com Gleisi Hoffmann

    • 19:11

      Randolfe Rodrigues fala agora

    • 19:09

      Lewandowski reabre a sessão

      Parlamentares inscritos para falar ainda não se encontram no local. 

    • 18:53
      Presidente interino Michel Temer

      Se Impeachment de Dilma for validado, Temer vai para encontro do G-20 na China

      Nos dias 4 e 5 de setembro acontece em Hanzhou, na China, o encontro da Cúpula do G-20. Caso o impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff seja confirmado, o presidente em exercício, Michel Temer deve participar da reunião entre as 19 maiores economias do mundo e mais a União Europeia, no que seria a sua primeira viagem internacional.
      Mostrar mais
    • 18:35

      Renan explica:

    • 18:15

      Presidente da Academia de Direito Eleitoral diz que Senado não pode repetir baixo nível da Câmara

      Senado sessao

      Rodolfo Viana: ‘Política sim, mas com elegância’

      Mais um bate-boca nesta terça-feira, 26, envolvendo senadores, levou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, responsável pela condução dos trabalhos, a pedir moderação aos parlamentares e antecipar o almoço, encerrando a sessão prematuramente.
      Mostrar mais
    • 17:59

      Sessão está suspensa até 19h

      A senadora Ana Amélia (PP-RS) foi a última a falar antes de o ministro Lewandowski decretar a pausa. 

    • 17:57

      "Pode o processo de impeachment ser conduzido por motivos meramente políticos?"

      Senadora Fátima Bezerra questiona o professor de direito Geraldo Prado.

    • 17:30

      Políticos se manifestam nas redes sociais

    • 17:14

      Senado Lewandowski

      Frente de pequenos agricultores afirma que Senado não tem moral para julgar Dilma

      No segundo dia de debates no Senado que julga o acolhimento ou não do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, nova troca de acusações e bate-boca entre os senadores levou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, a antecipar o encerramento da sessão para almoço.
      Mostrar mais
    • 16:27

      Paschoal questiona papel de Prado como testemunha

      Janaína Paschoal, advogada de acusação, diz que Geraldo Prado participou de atos contra o impeachment. Mas o ministro Ricardo Lewandowski indeferiu pedido da acusação para converter o jurista em informante.

    • 16:23
      Segundo dia de Julgamento no Senado com ânimos exaltados entre os senadores

      Confusão e ânimos exaltados entre os senadores no 2º dia de julgamento do Impeachment

      O início do 2º dia dos trabalhos da sessão de julgamento do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff foi marcado nesta sexta-feira (26) por desentendimentos e ânimos exaltados entre os senadores. Por conta das discussões, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski teve que suspender a sessão por duas vezes.
      Mostrar mais
    • 14:58

      Economista Luiz Gonzaga Belluzzo respondeu até agora a questionamentos de nove senadores da oposição. Ele fala na condição de informante indicado pela defesa. Em sua opinião, Dilma não cometeu crime de responsabilidade.

    • 13:52

      Aécio Neves (PSDB-MG) informou que os senadores da base de sustentação do governo retiraram as inscrições para interrogar testemunhas com objetivo de contribuir para celeridade da sessão. Só falarão se houver fato novo, disse.

    • 13:29

      Começa o depoimento do economista Luiz Gonzaga Belluzzo.

      O advogado da defesa, José Eduardo Cardozo, pediu que o economista Luiz Gonzaga Belluzzo preste depoimento na condição de informante e não mais de testemunha, pedido deferido por Ricardo Lewandowski.

    • 13:26

      Luiz Gonzaga Belluzzo já aguarda para depor.

    • 13:22
      Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) em plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Roussefff por suposto crime de responsabilidade.

      Renan Calheiros provocou suspensão do julgamento de impeachment

      Um pronunciamento do presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros, provocou a suspensão dos trabalhos na manhã desta sexta-feira no julgamento do impeachment, informou Agência Senado.
      Mostrar mais
    • 13:19

      Sessão de julgamento de Dilma recomeça.

      Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do processo de impeachment, reabriu a sessão de julgamento de Dilma Rousseff por crime de responsabilidade. Será ouvido o economista Luiz Gonzaga Belluzo.

    • 12:40

      Lista para fazer perguntas à presidente Dilma Rousseff já tem 30 inscritos. Os senadores gaúchos Paulo Paim e Ana Amélia são os primeiros inscritos.

    • 12:16
      Michel Temer, Renan Calheiros e Aécio Neves

      Partidos que apoiam o impeachment abrem mão de perguntas para acelerar julgamento

      Para evitar adiar o depoimento da presidenta Dilma Rousseff, marcado para a próxima segunda-feira (29), por causa da demora nas oitivas das testemunhas, todos os partidos favoráveis ao impeachment firmaram acordo há pouco e vão retirar as inscrições para fazer perguntas às cinco pessoas arroladas pela defesa, informou Agência Brasil.
      Mostrar mais
    • 11:56

      O senador Aécio Neves informou acordo firmado entre os partidos que apoiam o impeachment para que os senadores não façam perguntas às testemunhas de defesa.

    • 11:40
      Senado Camila Lanes

      Após agressões verbais a sessão de julgamento do impeachment é suspensa para o almoço

      Os desentendimentos entre os senadores levaram o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, a suspender a sessão de julgamento de impeachment para o almoço. Os trabalhos devem ser retomados às 13 horas, informou Agência Brasil.
      Mostrar mais
    • 11:18

      Lewandowski suspende a sessão para almoço. Ela deve ser retomada às 13h.

    • 11:14

      Caçadores de Pókemon tentam entrar no Congresso.

    • 11:11

      O presidente Ricardo Lewandowski suspendeu a sessão por cinco minutos.

      Calheiros criticou a fala da senadora Gleisi, na véspera, de que os senadores não têm "moral" para julgar Dilma. Ela lembrou o indiciamento de Gleisi e de seu marido, Paulo Bernardo. Diversos senadores se agrediram verbalmente. Sessão suspensa pela segunda vez nos últimos 10 minutos.

    • 10:53

      Senadores discutem o pedido de desqualificação da testemunha de acusação o auditor do TCU Antonio Carlos Costa D’Ávila, que depôs ontem.

      A questão foi apresentada pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

    • 10:48
      Renan Calheiros conversa com jornalistas em Brasília, em 29/06/16

      Renan Calheiros faz balanço positivo do primeiro dia do julgamento de Dilma no Senado

      O presidente do Senado, Renan Calheiros, considerou “muito bom” o primeiro dia do julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff. “As primeiras horas foram mais conflitantes, mas espero que amanhã tenhamos bom senso para sintetizar a discussão", disse à Agência Senado.
      Mostrar mais
    • 10:47

      O advogado da defesa José Eduardo Cardozo pediu a mudança de status da testemunha Ricardo Lodi para depor como informante. Segundo explicou, ele atuou como assistente da perícia.

    • 10:26

      O economista Luiz Gonzaga Belluzzo será o primeiro a ser ouvido pelos senadores.

    • 10:18

      Lewandowski afirma que depoimentos desta sexta-feira devem ocorrer normalmente (Vídeo)

    • 10:15

      José Eduardo Cardozo informou que dispensará a testemunha Esther Dweck, ex-secretária de Orçamento, para não expô-la a constrangimentos, uma vez que senadores que apoiam o impeachment anunciaram que pedirão a sua suspeição.

    • 10:12

      Gleisi Hoffmann (PT-PR) pediu que o depoimento da testemunha de acusação o ex-auditor federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União Antonio Carlos Costa D’Ávila Carvalho seja desqualificado para informante.

      Gleisi Hoffmann disse que o auditor teria confessado que ajudou o procurador do MP junto ao TCU Júlio Marcelo a redigir a representação pela rejeição das contas de Dilma Rousseff.

    • 10:10

      Ricardo Lewandowski abre a sessão desta sexta-feira às 9:47

    Ao vivo
    Segundo dia do julgamento de impeachment da Dilma Rousseff
    +
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar