00:35 20 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    071
    Nos siga no

    Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, fez uma avaliação positiva sobre a competição, informou Agência Brasil.

    Juan Martín del Potro, tenista argentino vice-campeão olímpico
    © AFP 2021 / Martin BERNETTI
    Bach disse que a edição deste ano pode ser considerada “icônica” e que não se arrepende de ter trazido os jogos para a cidade.

    “Mesmo se pudéssemos voltar no tempo, não mudaríamos a nossa decisão e traríamos os Jogos Olímpicos para o Rio de Janeiro. Foram icônicos, não só por serem os primeiros da América do Sul. Foram competições disputadas dentro de uma realidade social que não quisemos fugir. Não fizemos uma competição dentro de uma bolha. Enfrentamos e isso coloca o esporte em outra perspectiva"diz.

    O presidente do COI aproveitou para elogiar o prefeito do Rio, Eduardo Paes. 

    “Sem Eduardo Paes, não estaríamos aqui hoje. Ele queria impulsionar o desempenho desta cidade com os jogos. Ajudou o COI a enxergar que podemos fazer competições em países que não estão no topo econômico do mundo.”

    “O metrô, o BRT, a estrada para Deodoro e algumas coisas não foram só para 17 dias. Eles atenderão novas gerações. Servirão para o desenvolvimento no longo prazo”, afirmou. Indagado sobre as dívidas que ficaram após as Olimpíadas (o que aconteceu, por exemplo, em Atenas), ele se limitou a falar que “vocês, brasileiros, podem responder isso melhor do que eu”.

    Thomas Bach falou também sobre segurança e disse que os problemas que aconteceram não foram exclusividade do período olímpico. “Temos total confiança nas autoridades e no sistema de segurança. Houve incidentes, mas é parte de uma realidade social do Rio. Isso não acontece só durante os Jogos Olímpicos”, concluiu.

    Mais:

    Pesquisa afirma que turistas nacionais e internacionais aprovaram os Jogos Rio 2016
    Os maiores micos dos Jogos Olímpicos no Rio
    Imprensa dos EUA destaca polêmico caso dos seus nadadores no Rio
    'Jogos da Exclusão': manifestantes fazem protesto no Parque Olímpico da Rio-2016 (Vídeo)
    Tags:
    Rio de Janeiro, Thomas Bach, Rio 2016
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar