12:39 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Renan Calheiros conversa com a imprensa

    Impeachment: Dilma está animada, diz Presidente do Senado sobre Julgamento

    Jane de Araújo/Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    Impeachment no Senado (104)
    1251

    O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) se encontrou com a presidenta afastada, Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada, em Brasília para falar sobre o Julgamento final do impeachment que terá início no dia 25.

    Após o encontro nesta sexta-feira (19), Calheiros disse à imprensa que eles fizeram uma avaliação da conjuntura, em relação a como estão vendo esse momento do processo de impeachment e Calheiros falou também sobre os ritos do Julgamento.

    De acordo com Renan Calheiros, Dilma reafirmou que comparecerá ao julgamento e se colocou à disposição para responder os questionamentos  dos senadores durante seu depoimento previsto para o dia 29 de agosto, terceiro dia do julgamento.

    "Ela vai comparecer, fez questão de dizer. Vai ficar à disposição para responder qualquer pergunta. Do ponto de vista pessoal, como sempre, ela está muito bem, animada."

    Nas fases do processo de Admissibilidade e a de Pronúncia, Renan Calheiros não participou da votação, por ser o presidente do Senado, mas para o julgamento do impeachment, ele já repensa a decisão de se manter isento.

    "Eu disse que não votaria na Admissibilidade, não votaria na Pronúncia e pretendia não votar no Julgamento. Eu estou, permitam-me em pleno processo de decisão. Como presidente do Senado Federal eu procurei sempre estar em todos os momentos com isenção e responsabilidade."

    Durante o julgamento, Dilma Rousseff vai discursar por 30 minutos e se quiser responderá as perguntas do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, dos senadores, da acusação e da defesa.


    Tema:
    Impeachment no Senado (104)
    Tags:
    julgamento, impeachment, Senado Federal, Dilma Rousseff, Renan Calheiros, Brasil, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar