14:08 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Alessandro Biazzi, professor, no ato contra Temer na praia de Copacabana

    Juiz federal proíbe repressão a manifestações políticas na Rio 2016

    © Sputnik / Gabriella Lange
    Brasil
    URL curta
    1064

    O juiz federal substituto do Tribunal Regional Federal 2ª Região, João Augusto Carneiro de Araújo, determinou nesta segunda-feira, em decisão liminar, que a União, o estado do Rio de Janeiro e Comitê Organizador Rio 2016 “se abstenham, imediatamente” de reprimir manifestações pacíficas de cunho político em locais dos jogos, informou Agência Brasil.

    O magistrado acatou pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) contra a posição do Comitê Rio 2016 de impedir e até expulsar das arenas olímpicas torcedores que exibam cartazes ou usem roupas com frases de cunho político. Em seu despacho, o juiz substituto impôs multa de R$ 10 mil por cada ato que viole a decisão.

    "Defiro o pedido de concessão da tutela de urgência para o fim de determinar aos réus que se abstenham, imediatamente, de reprimir manifestações pacíficas de cunho político nos locais oficiais, de retirar do recinto as pessoas que estejam se manifestando pacificamente nestes espaços, seja por cartazes, camisetas ou outro meio lícito permitido durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016”, diz trecho da liminar.

    No despacho, o magistrado argumenta que a Lei 13.284 de 2016, que dispõe sobre as medidas relativas ao Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, “não se verifica qualquer proibição à manifestação pacífica de cunho político através de cartazes, uso de camisetas e de outros meios lícitos nos locais oficiais dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio2016”.

    O juiz João Augusto Carneiro de Araújo  sustentou ainda que a Constituição Federal assegura o direito  “à livre manifestação do pensamento, à inviolabilidade do direito de consciência e a proibição de privação de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”.

    Mais:

    'Fora Você-Sabe-Quem': Internautas driblam com humor a repressão ao 'Fora Temer' nos Jogos
    Tags:
    liberdade de expressão, manifestações, protestos, Jogos Olímpicos, Rio 2016, João Augusto Carneiro de Araújo, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik