18:26 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    130
    Nos siga no

    O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, informou, nesta segunda-feira, pouco antes de retornar a seu país, que estuda a possibilidade de comemorar o Dia de Portugal no Brasil em 2018, coincidindo com a reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, destruído por um incêndio no ano passado, em São Paulo.

    Fontes próximas ao assunto informaram que o governo português estuda participar do mutirão financeiro pela reconstrução do museu, ao lado dos governos federal, estadual, municipal e de um pool de empresas. A decisão, bem como o montante, ainda não foram oficialmente definidos.

    "A minha ideia como presidente de Portugal é celebrar o Dia de Portugal alternadamente no país e fora de Portugal. Este ano foi em Paris, onde há uma grande comunidade portuguesa. É possível que daqui a dois anos possa ser no Brasil", afirmou o dirigente.

    Em seu penúltimo dia da visita oficial de seis dias ao Brasil, onde participou da abertura dos Jogos Olímpicos, Rebelo de Sousa esteve reunido com a comunidade portuguesa na Casa de Portugal, em São Paulo, onde ouviu o hino nacional entoado em tom de fado pela cantora Fafá de Belém. Antes, o dirigente também visitou Recife e Salvador, onde cumpriu uma série de encontros protocolares.

    O Museu da Língua Portuguesa foi praticamente destruído por um grande incêndio em dezembro de 2015, tendo sua estrutura afetada. Situado no prédio da Estação da Luz, no centro da capital paulista, funcionava como ponto de encontro dos visitantes com a língua, literatura e história do idioma, o sexto mais falado no planeta. 

    O projeto, que contava com diversos recursos audiovisuais, foi uma realização do governo do Estado de São Paulo, da Fundação Roberto Marinho e da parceria de várias empresas. A obra levou um ano e cinco meses para ser concluída ao custo de R$ 37 milhões. Cerca de 400 operários trabalharam na restauração e adaptação dos quatro andares da Estação da Luz, construída em 1867, que ficou interditada durante vários dias em decorrência do incêndio. A previsão é que o prédio seja reinaugurado até o final de 2018.

    Mais:

    Presidente de Portugal faz visita 'low cost' ao Brasil e ignora Temer
    Segurança na Europa: Portugal facilita controle de passaportes
    Tags:
    ferrovia, empresas, reconstrução, museu, ajuda financeira, incêndio, Marcelo Rebelo de Sousa, Portugal, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar