09:59 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Moeda brasileira.

    Governo organiza mutirão para rever concessão de benefícios da Previdência Social

    Marcos Santos / USP Imagens
    Brasil
    URL curta
    384742

    O governo fará mutirões, inclusive em feriados e finais de semana, para rever a concessão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Segundo fontes oficiais, os benefícios que serão revisados por falta de fiscalização periódica custam, ao ano, 27 bilhões e meio de reais.

    Paulo Paim no Plenário do Senado Federal
    Jefferson Rudy/ Agência Senado
    Cada perito do INSS deverá realizar, no máximo, 20 atendimentos em dias não úteis, de acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União pelos Ministros Henrique Meirelles, da Fazenda, Osmar Terra, do Desenvolvimento Social e Agrário, e Dyogo Oliveira, do Planejamento.

    As mesmas fontes indicam que a revisão das concessões destes benefícios deverão ter início pelos aposentados por invalidez e pelos trabalhadores que recebem auxílio-doença que não passam por perícia há mais de dois anos. A meta é convocar um milhão e  cem mil aposentados por invalidez, com menos de 60 anos, e 530 mil beneficiários do auxílio doença. O governo detectou descumprimento da lei que determina a realização de inspeções periódicas na concessão destes benefícios.

    Os titulares das aposentadorias por invalidez e do auxílio doença deverão comprovar, por meio de perícia, que permanecem incapacitados para o trabalho. O governo informou ainda que o custo anual destas aposentadorias é de 20 bilhões de reais e, do auxílio doença, 7 bilhões e meio de reais.

    Mais:

    Câmara aprova DRU em 2º turno e oposição alerta para prejuízos na saúde e previdência
    Jogos, pré-sal, terrorismo, BRICS: O que pensam os manifestantes do ato "Fora Temer'
    Meirelles diz que governo Temer ainda pode recorrer a aumento de impostos no país
    Temer aprova reajuste salarial de servidores do Judiciário e do MPF
    Tags:
    Previdência Social, INSS, Henrique Meirelles, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik