01:16 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Hassan Saada

    Justiça do Rio nega habeas Corpus para atleta marroquino acusado de assédio

    Arquivo Pessoal
    Brasil
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    3213 0 0

    O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) negou na madrugada deste sábado (6) o pedido de habeas corpus para o atleta do boxe marroquino Hassan Saada, preso na quinta-feira (4), acusado de assédio sexual por duas camareiras que limpavam o quarto do atleta, na Vila Olímpica, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

    De acordo com o desembargador Wilson do Nascimento Reis, não há na prisão de Hassan Saada qualquer irregularidade que seja suficiente para sua prisão temporária ser revogada.

    O pedido de prisão temporária, por 15 dias, do atleta olímpico foi expedida pela juíza Larissa Nunes Saly, do Juizado do Torcedor e Grandes Eventos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A juíza alegou que Hassan é atleta estrangeiro, e não tem residência fixa no Brasil.

    Conforme o relato das camareiras, o atleta marroquino tentou beijá-las, e usou de força para impedir que elas reagissem.

    O atleta ia competir neste sábado (6), na categoria meio-pesado (até 81 quilos), com o tuco Mehmet Nadir Unal.

    Tema:
    Rio 2016 (253)
    Tags:
    Jogos Rio 2016, habeas corpus, preso, atleta, boxe, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Marrocos, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik