12:37 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Exército inicia operações no Rio Grande do Norte

    Militares começam a combater a onda de violência no Rio Grande do Norte

    Divulgação Sesed/RN
    Brasil
    URL curta
    131
    Nos siga no

    Cerca de 920 soldados do Exército, 220 da Marinha e 60 da Força Aérea já estão atuando na segurança do Rio Grande do Norte para combater a onda de violência que atinge a região metropolitana de Natal.

    O ministro da Defesa, Raul Julgmann, e o ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Sergio Etchegoyen estão no Rio Grande do Norte e acompanham de perto o primeiro dia da Operação Potiguar.

    A atuação das Forças Armadas no estado foi autorizada pelo presidente interino Michel Temer, após pedido do governo do estado, Robinson Faria. Os militares vão ficar no Rio Grande do Norte até o dia 16 de agosto.

    Desde sexta-feira (29), já foram registrados  mais de 100 ataques em 34 cidades do estado, que incluem incêndios a veículos, principalmente em ônibus, e depredação e disparos de tiros a prédios públicos.

    De acordo com a secretaria de segurança do Rio Grande do Norte, os ataques no estado são uma forma de retalhação por conta da decisão do governo de instalar bloqueadores de celular no presídio Estadual de Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal. Cem suspeitos de envolvimento em atos de vandalismo já foram detidos no Rio Grande do Norte.

    Na noite de terça-feira (3) foram registrados novos ataques à ônibus, além de um princípio de motim no presídio de Parnamirim.  Segundo o governo do estado, os presos tentaram destruir um bloqueador de celular instalado no pátio, mas a Polícia conseguiu impedir a ação, que não teve feridos. 


    Tags:
    bloqueadores de celulares, ataques, violência, segurança, Força Aérea, Marinha, Exército, Ministério da Defesa, Raul Julgmann, Rio Grande do Norte, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar