07:54 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    2 0 0
    Nos siga no

    O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, informou nesta segunda-feira (25) que o grupo extremista brasileiro preso na semana passada por acusação de planejar atos terroristas durante a Olimpíada do Rio de Janeiro foi o único descoberto pelas forças de inteligência até agora.

    “Não há segundo grupo, não há nada premente. Não há nenhum grupo, nenhuma pessoa, até o momento, obviamente, que tenha, assim como o grupo anterior, atos de planejamento efetivo” – disse o ministro em Brasília.

    De acordo com a Agência Brasil, Moraes destacou ainda que o governo monitora constantemente pessoas que acessam sites ligados ao tema do terrorismo.

    “Nós temos, na verdade, uma centena de pessoas que são monitoradas, mas sem nenhum indício de ato preparatório. Alguém que entra em algum site que faz apologia ao terrorismo, ela passa a ter atenção especial das forças de segurança. Não significa que ela esteja pensando alguma coisa. Ela pode ter ido [no site] por trabalho, ter tido curiosidade, mas isso sempre é monitorado” – explicou o ministro.

    ​Na semana passada, a PF prendeu no Mato Grosso do Sul um grupo que preparava atos terroristas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O grupo foi encontrado após monitoramento de mensagens trocadas nas redes sociais, visto que os suspeitos seguiam os mesmos rastros dos terroristas envolvidos nos atentados em Orlando e em Paris, sendo recrutados pela internet.

    Mais:

    Grupo brasileiro declara lealdade ao Daesh pela primeira vez na América Latina
    Tags:
    grupo, terrorismo, Alexandre de Moraes, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar